(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Tempo de reformas

Edição 711 - 08 a 14 de fevereiro de 2019

Nunca se falou tanto em reformas no Brasil como agora. É reforma da Previdência; Eleitoral; Tributária, Econômica. Há um clamor geral para mudanças concretas e profundas. “Do jeito que está é que não pode ficar”, diz a voz rouca das ruas, tendo em vista o estado de coisas que se verifica no Brasil. Não temos paz; não temos segurança; não temos escolas públicas de boa qualidade; não temos infraestrutura, não temos saúde. O modelo que aí está há décadas, precisa ser mudado.
Algumas reformas já estão em andamento, como a reforma nos poderes. O Congresso Nacional, por exemplo, teve, recentemente, uma boa renovação em seus quadros. O mesmo se aplicou à maioria das assembleias legislativas. Modelos antigos e estruturas arcaicas foram substituídos. Se bem que, em determinadas vertentes, tais reformas não surtiram o efeito desejado.
Mas, há de se fazer a vontade do povo, conforme preceitua a Constituição Federal, ao afirmar que “todo poder emana do povo”. Assim sendo, que se faça a vontade popular; que se apliquem as mudanças apontadas como inadiáveis. O que não pode acontecer, entretanto, é a chamada ”caça às bruxas”, com a demonização de tudo o que existe no País, dentro da ótica mesquinha de que não se aproveita nada do que por aqui exista. Não é verdade, O Brasil deu alguns passos acertados nas últimas décadas, muito embora, ainda estejamos longe de sermos considerados uma nação aceitável na conjuntura internacional. Temos índices muito baixos em determinados setores. Mas, superamos a muitos países em outros quesitos.
O que se torna necessário acontecer, é o bom senso e a motivação para novos rumos. A Previdência Social, que é a principal meta da proposta reformista do Governo Bolsonaro, deve ser olhada com muita responsabilidade. Muita gente que já tem quase que adquiridos direitos para a aposentadoria e outros benefícios, não pode ser desconsiderada. Gente que tem o benefício para a sua sobrevivência, não pode vê-las retiradas abruptamente, pois, corre-se o risco de o caos social em determinados setores. E, o que se aplica à Previdência é estendível a outros âmbitos da Nação.
Portanto, reforma é, sempre, bem vista e bem vinda em qualquer área da vida. Mas, reforma precisa ser feita com cálculo e razão. Euforias e pirotecnias exageradas além de não ajudarem, atrapalham.

Autor(a): Vander Lúcio Barbosa

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda