(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

A vez de Goiás

Edição 695 - 12 a 18 de outubro de 2018

Desde o Século 18 a, então, província de Goiás, atraía a atenção da Corte (governo do Império Português) com suas riquezas naturais. Foi quando das chamadas “Entradas e Bandeiras”, expedições capitaneadas por bandeirantes que vinham principalmente de São Paulo, em busca das pedras preciosas e outros produtos naturais, muito comuns na época e que contribuíram, bastante, para o enriquecimento da Nação. Mas, muito do que se extraía em Goiás, era levado para a Europa, ficando para os goianos, e brasileiros, apenas uma pequena parte.
O tempo passou, os séculos se sucederam e Goiás (a antiga grafia era Goyaz) continuou produzindo muito para o bolo econômico nacional. Veio a produção agropecuária, com muita carne; arroz; feijão, algodão e, principalmente, café. Época de ouro para a emergente economia goiana. E, tem sido assim até os dias de hoje. Goiás produz muito e participa, efetivamente, na composição do Produto Interno Bruto Nacional, hoje, em vertentes variadas, com apelos tanto para a produção primária, quanto para a indústria de transformação e, até, tecnologia de ponta.
Assim sendo, o Governo que se instalará em primeiro de janeiro do ano que vem, encontrará um campo altamente fértil para que nossa economia se deslanche e passe a ser mais competitiva. É sabido que quanto mais expandirmos nossa produção, melhor será a nossa qualidade de vida. Mais riquezas significam mais empregos, mais divisas, mais prosperidade. Goiás está em posição estrategicamente excelente. No centro do Brasil, podendo, em um raio de pouco mais de mil quilômetros, atingir as principais praças e os principais mercados nacionais. De certo, o governador eleito, Ronaldo Caiado, que nasceu e cresceu por aqui, sabe muito bem disso e vai ter a grande oportunidade de colocar o Estado no pódio dos mais produtivos, mais ricos e mais e consistentes. A hora é agora.
O povo goiano, produtivo ao máximo e compromissado com o futuro, aguarda que o comando político/administrativo de Goiás defina os parâmetros, as metas e os objetivos para iniciar uma grande cruzada rumo ao desenvolvimento. Temos terras altamente férteis, mão de obra qualificada, água em abundância, clima propício e uma boa logística. Basta saber aproveitar esta estrutura para que Goiás se coloque na relação dos estados mais desenvolvidos do Brasil. A retomada do crescimento nacional passará pelo Centro Oeste e, muito especificamente, por Goiás.

Autor(a): Vander Lúcio Barbosa