(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Poder, integração e desenvolvimento

Edição 642- 06 a 12 de outubro de 2017

A paz e o bem-estar alcançado pelos que conseguem preservar a capacidade de consumo tornam-se insustentáveis quando o empobrecimento de uma grande parte da população e a estagnação persistente corroem a credibilidade dos líderes políticos, a confiança na justiça e a esperança de renovação da capacidade criadora dos empreendedores.
O sistema de poder não é mera abstração como sugere frequentemente a retórica de alguns membros do legislativo, do executivo e do judiciário. Ele é real e complexo, e sua funcionalidade consiste em viabilizar a integração econômica e social fundada na promoção do desenvolvimento humano e na produtividade do trabalho.
Assim, ao contrário do que afirmam Dilma Rousseff e seus simpatizantes, o problema que alimenta a crise política não é a suposta ilegitimidade do governo Temer, mas a degradação da representação política que tem resultado de eleições reguladas por uma legislação antiquada. São as anomalias do sistema que têm favorecido a transformação de agitadores imaturos em governantes ineficientes e encorajado a prática da corrupção em amplitude e escala inimagináveis.
O obsoletismo das instituições públicas, no Brasil, é tanto mais chocante quanto mais perceptível se faz o valor de nossas extraordinárias reservas de recursos naturais e humanos. Todavia, os líderes dotados de visão percuciente e confiança na eficácia do planejamento e da gestão inovadora revelam surpreendente capacidade de realização ante os obstáculos suscitados pela crise econômica e política.
Sob a liderança de Marconi Perillo, o povo goiano compreende finalmente que a liberdade, sendo irmã da igualdade e da fraternidade, é, inegavelmente, mãe da competição e madrinha da diversificação, do desenvolvimento profissional, da multiplicação dos negócios e do crescimento econômico.
Os avanços no campo educacional, a ampliação e o aprimoramento dos serviços de saúde, o fomento da pesquisa científica, a revisão do perfil da UEG, a ampliação da infra-estrutura de transporte e a modernização do governo concorrem efetivamente para assegurar o desenvolvimento com igualdade de oportunidade, fortalecendo o nosso estado para a cooperação e a competição interna e também global.
Além do sucesso que resulta de suas audaciosas iniciativas, a contribuição do governador de Goiás para a concretização do ideal republicano compreende a busca da convergência das forças políticas comprometidas com a democracia e a eficiência, indispensável quando as instituições, fragilizadas, se deparam com tão grandes desafios.

Autor(a): Antônio de Deus