(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Operação apreende mercadorias no camelódromo

Polícia Comentários 07 de maio de 2011

Objetivo foi detectar mercadorias de procedência ilegal vendidas ao público consumidor de Anápolis


A Receita Federal do Brasil, Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, organizaram uma grande operação para dar cumprimento ao Mandado de Busca e Apreensão expedido pela Justiça Federal para 34 estabelecimentos, no Camelódromo de Anápolis, a pedido do Ministério Público Federal. O trabalho desta força tarefa denominou-se Operação Filho de Alfeu.
A operação teve como objetivo cumprir o Mandado de Busca e Apreensão, efetuando a retenção de mercadorias importadas em situação irregular e/ou documentos que comprovem a pratica dos crimes de contrabando, descaminho e outros correlatos.
A operação teve a participação de 120 servidores das três forças. Quanto à logística, as instituições contam com 03 caminhões, 02 ônibus e diversas viaturas.
A operação foi montada a partir de informações recebidas dos serviços de Inteligência da Receita Federal, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, tendo sido identificados alguns potenciais alvos que, em tese, poderiam estar ingressando com mercadorias estrangeiras irregularmente no País e que configuram a prática dos crimes citados acima.
A Operação está sendo encerrada e totalizados 400 volumes de caixas apreendidas. O material recolhido está avaliado em cerca de R$ 1,5 milhão de reais.
Os volumes apreendidos na operação serão levados para o depósito da Receita Federal em Goiânia. Em momento posterior, em data e hora marcadas pela RFB, os contribuintes terão a oportunidade de apresentar toda a documentação fiscal comprobatória da regular importação das mercadorias estrangeiras por eles comercializadas, exercendo o seu pleno direito de defesa.
Após a análise do documentário fiscal pelos Auditores-Fiscais, e estando tudo correto, as mercadorias serão devolvidas aos contribuintes. Caso contrário, aplicar-se-á a pena de perdimento nas mesmas, conforme previsão legal, sem prejudicar a instauração de inquérito policial referente aos crimes apurados. (Fonte: NUCOM / 1ª SRPRF-GO - SINPRF-GO)
A Receita Federal, Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, cumpriram na manhã desta quarta-feira (4/5) o mandado de busca e apreensão em 34 estabelecimentos no Camelódromo da cidade de Anápolis, à 50 km de Goiânia.
A Operação Filho de Alfeu foi montada a partir de informações recebidas dos serviços de Inteligência da RF, PF e PRF que identificaram alguns potenciais alvos que, em tese, poderiam estar ingressando com mercadorias estrangeiras irregularmente no País.
Foram apreendidos 400 volumes de caixas avaliado em cerca de R$ 1,5 milhão de reais. Os volumes apreendidos na operação serão levados para o depósito da Receita Federal em Goiânia.
Após a análise do documentário fiscal pelos Auditores-Fiscais, e estando tudo correto, as mercadorias serão devolvidas aos contribuintes. Caso contrário, será aplicada a pena de perdimento nas mesmas, conforme previsão legal, sem prejudicar a instauração de inquérito policial referente aos crimes apurados.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Polícia

Homem queria lucrar R$ 10 mil com venda de crack

29/03/2018

Na noite desta terça-feira, dia 27/03/2018, a Polícia Civil de Anápolis, através do Grupo Especial de Crimes Patrimoniai...

Condenações por abuso sexual e troca de cadáveres

16/03/2018

Um homem, cujo nome tem as iniciais P.A.S. (a identidade completa não foi fornecida), tio de uma criança de quatro anos de ...

Cão da PRF descobre droga

01/03/2018

Com frequência, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), faz apreensões de drogas em ônibus que cruzam a região de Anápolis...

Preso casal acusado de matar criança

15/02/2018

A morte de uma criança do sexo masculino (identidade preservada) ocorrida na última quarta-feira, 14, deixou a comunidade a...