(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

ONG desenvolve projeto social com reciclagem de pneus usados

Geral Comentários 10 de maio de 2018

No primeiro ano de funcionamento, serão retirados 70 mil pneus. Ações de cunho sociais, também, fazem parte da iniciativa


Nada está perdido (NEP). A frase, bastante sugestiva, dá nome a uma organização não governamental de Anápolis, que desenvolve projetos sociais nas áreas de saúde e de educação desde 2011. Agora, a ONG está desenvolvendo um projeto ambicioso, que tem como pilar o meio ambiente. Trata-se do projeto denominado “Reciclando Vida”, cujo objetivo é a implantação de uma usina de reciclagem de pneus.
Segundo Alexandre Missel, presidente da ONG NEP, como se trata de uma instituição sem fins lucrativos, o resultado financeiro da usina de reciclagem será em prol dos projetos que a entidade desenvolve. Conforme adiantou, uma das metas é a criação do Laboratório de Qualidade, voltado para atender a pessoas de baixa renda. Missel explica que a ideia não é competir com o sistema público de saúde local, mas, sim, ser um reforço para o atendimento. Neste caso, as pessoas seriam cadastradas pela ONG, sendo aceitas somente aquelas comprovadamente necessitadas, que estejam, por exemplo, inseridas no CadÚnico.
Em relação à usina de reciclagem, que é o “coração” do projeto, a ideia é criar um sistema de coleta baseado em ecopontos. Pelo projeto, seriam oito inicialmente, preferencialmente em postos, borracharias e revendas próximas a rodovias estaduais e federais que cortam a região. Além de Anápolis, a proposta é agregar cerca de 20 municípios que estão na área de influência.
De acordo com o presidente da NEP, no ano de 2016, a Prefeitura de Anápolis recolheu 25 mil pneus. O projeto “Reciclando Vida” estima que, no primeiro ano após a implantação, seja possível recolher 70 mil pneus. Isso, ressalta Missel, se traduz num ganho alto para a sociedade, já que este descarte, que pode levar algumas centenas de anos para se decompor, será retirado do meio ambiente. A quantidade de matéria prima é bem considerável. Em Anápolis, a frota estimada é de 270 mil veículos. Multiplicando-se por quatro (número de pneus rodando), são mais de um milhão a cada dois anos, tempo médio estimado pelos fabricantes para a duração do produto (ou 30 mil quilômetros rodados, em média).
O projeto prevê a instalação da usina de reciclagem numa área de 30 mil metros quadrados com galpão coberto de 500 metros quadrados, espaço que abrigará máquinas e equipamentos com capacidade instalada de processamento de, até, 80 toneladas/mês de granulado de borracha. Esse material, após o processamento, poderá ser utilizado para a transformação em produtos de maior valor agregado, como asfalto, grama sintética, pisos ecológicos e, até, reuso na indústria têxtil.
Alexandre Missel destaca que a intenção é ter uma usina totalmente automatizada. “Acreditamos que vai ser a primeira no Centro-Oeste nesta modelagem”, disse. E, refirmou que vários países na Europa trabalham, com sucesso, nesse tipo de projeto, “que tem um conceito altamente sustentável”, conforme observou, seja do ponto de vista ambiental, como também do econômico. Além disso, o presidente da ONG enfatiza que o projeto irá criar uma cadeia econômica, que vai contribuir com a geração de renda e emprego para muitas famílias de Anápolis e região.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA - Seminários destacam direitos da pessoa com deficiência

20/09/2018

Foi promovido nesta semana na UniEVANGÉLICA o Seminário dos Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa d...

Regulamenta lei que proíbe fabricação e uso do cerol

20/09/2018

O governo de Goiás editou o Decreto n° 9.316, de 18 de setembro de 2018, que regulamenta a Lei n° 17.700/2012, que dispõe...

Comarca de Anápolis fica de fora do plano para a expansão de novas varas

20/09/2018

A Comarca de Anápolis ficou de fora da primeira fase do plano de reestrutura judiciária, definido pela Lei 20.254/18, que d...

Vereador destaca do Dia do Vicentino

20/09/2018

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,19, o vereador Lisieux José Borges (...