(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Oito toneladas de drogas foram incineradas pela PF em Anápolis

Geral Comentários 12 de abril de 2014

Mudanças na legislação vão favorecer a destruição dos grandes estoque de apreensões feitas pelas polícias Civil e Federal


Na manhã desta quinta-feira,09, um verdadeiro aparato foi montado para a incineração de mais de 8,4 toneladas de drogas nos fornos do Porto Seco Centro-Oeste, em Anápolis. Os 8.100 quilos de maconha, 116 quilos de cocaína, 2.222 comprimidos de ecstasy e 76 pontos de LSD, retirados de circulação, é o resultado de apreensões que ocorreram no final do ano passado e no início deste ano, sendo, apenas, a parte autorizada pela Justiça, conforme determina a legislação que, agora, passou por uma reformulação e vai permitir mais agilidade para a destruição dos entorpecentes apreendidos em operações policiais.
Segundo o Delegado de Repreensão a Entorpecentes da PF, Bruno Gama, até então, a destruição de drogas só era possível mediante a autorização de um juiz. Com a mudança da Lei 11.343/2006, que trata do Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad), quando houver apreensão de drogas com prisão em flagrante, o juiz terá prazo de 10 dias para determinar a destruição e delegado de polícia, 15 dias para incinerar a droga. Quando não houver flagrante, a incineração destes entorpecentes pode ocorrer dentro de 30 dias da apreensão, sendo preservadas apenas amostras para servir à instrução criminal, as quais serão posteriormente destruídas.
Em relação às drogas incineradas no Porto Seco, o delegado destacou que o prejuízo para os traficantes foi da ordem de R$ 5 milhões, aproximadamente, com esta quantidade retirada de circulação. Ele explicou que Goiás passou a configurar uma das rotas do tráfico internacional, principalmente, passando pelo Paraguai e pelo Estado do Mato Grosso, com destino ao eixo Rio- São Paulo, além de parte considerável que é comercializada no próprio Estado.
O Tenente Coronel Luis Cesar Gonçalves de Paiva, do Comando de Operações de Divisas da Polícia Militar ressaltou que essa incineração mostra a interação entre as forças de segurança no Estado de Goiás, para combater o tráfico de drogas. Somente o COD, revelou, fez apreensões nas fronteiras que resultaram na retirada de 04 toneladas de drogas de circulação. Conforme revelou ao CONTEXTO, foi feito um mapeamento das regiões que requerem maior atenção e, hoje, cerca de 90% das apreensões realizadas pelo COD se concentram na região Sudoeste, nas fronteiras com o Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Em dois anos de implantação, o COD já apreendeu mais de 10 toneladas de entorpecentes, além de produtos oriundos de contrabando, veículos, dentre outros.

Estrutura
O superintendente do Porto Seco, Edson Tavares, salientou que a empresa, durante as incinerações solicitadas tanto pela Polícia Federal quanto pela Polícia Civil, coloca toda a estrutura e pessoal disponível, alterando a sua rotina. “Nós fazemos isso porque é um compromisso que temos com a sociedade, de colaborar para eliminação desse mal que é a droga”, sintetizou, acrescentando que, inclusive, essa estrutura estará disponível para novas incinerações com a abertura que foi feita agora na legislação.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Anapolino é destaque em competição nacional

21/09/2017

Na última segunda-feira, 18, o prefeito Roberto Naves recebeu em seu gabinete o jovem Gabriel Douglas Araújo, estudante da ...

Promotores de Justiça têm encontro em Anápolis

21/09/2017

Os encontros regionais da Procuradoria Geral de Justiça Presente e de elaboração do Plano Geral de Atuação do Ministéri...

Entenda o que é trabalho intermitente

21/09/2017

A Reforma Trabalhista tem um ponto que necessita de grande destaque, que é a criação de um novo modelo de trabalho que at...

Projeto ampara crianças em situação de risco

21/09/2017

Será lançado nesta sexta-feira, 22, o Projeto Querobem. A solenidade está marcada para o auditório do Bloco F, da UniEVAN...