(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Obras paradas geram debates na Câmara Municipal

Política Comentários 20 de outubro de 2016

Vereador quer debater andamento de projetos como os viadutos da Brasil e o prédio do Legislativo, que estariam com problema na execução


O vereador Sargento Pereira Junior utilizou o grande expediente durante a sessão da última terça-feir,18, para falar novamente sobre as obras paralisadas no município. O parlamentar reforçou que a população continua cobrando por respostas, mas os vereadores não têm como responder, pois a Prefeitura Municipal é responsável pelas construções.
“Eu entendo que a população procure os vereadores para cobrar a finalização do prédio da Câmara Municipal, pois trabalhamos aqui. Mas a obra é do Executivo. A obra foi muito mal planejada pelo Poder Executivo. Todas as obras passam por vistorias, inspeções, mas aqui no Brasil as obras não são realizadas de maneira transparente”, declarou o líder do PSL na Câmara.
O vereador disse ainda que obras em atrasos custam ainda mais caro. “Infelizmente, cada obra mal planejada, a população é quem paga a conta, pois que paga impostos caros para não ter os benefícios. É preciso verificar o que é prioridade para a população, para que não gere custos desnecessários. Alguém tem que ser responsabilizado pela ineficiência destas obras. A população não pode ficar com essa conta”, alertou.
O vereador Eli Rosa (PMDB) acredita que a responsabilidade das paralisações das obras é das empresas que ganharam as licitações, e que a Lei de Licitações, de caráter Federal não permite que o Executivo pelo tome providências necessárias para as conclusões das mesmas.
Para Eber Mamede (PT), as construções do Executivo estão em andamento. “O viaduto da Avenida Brasil está sendo construído sim. Os trabalhadores estão lá. Temos que ser coerentes. E o projeto da construção da Câmara não aconteceu nesta Legislatura”, defendeu o petista.
Sargento Pereira Junior convidou seus pares para visitar as obras e conferir o andamento dos projetos. Já o vereador Jakson Charles (PSB) se pronunciou sobre outras obras que estão paralisadas na cidade. “Temos o Aeroporto de Cargas, o Centro de Convenções, o Centro de Internações, o Presídio. Todas essas obras são um peso para a população anapolina”, reclamou. A mesma opinião foi compartilhada pelo vereador Frei Valdair (PSB), para quem há necessidade, de fato, de um debate mais amplo sobre as obras, sobretudo, as executadas pelo Governo do Estado.
O presidente da Câmara, Lisieux José Borges (PT) comentou que a empreiteira que realiza o trabalho do prédio do Legislativo, retornará seus trabalhos em breve. (Com informações da assessoria da Câmara Municipal)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Fundo bilionário para patrocinar as campanhas

10/08/2017

Os deputados integrantes da comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) acabam de rejeitar um ...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Dívidas do Estado com a União alongadas em até 240 meses

20/07/2017

Aprovadas na Assembleia Legislativa nas sessões realizadas no período de convocação extraordinária, nos dias 14 e 17 des...