(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Obras para revitalização depois de 15 anos

Cidade Comentários 02 de setembro de 2011

A obra tem como finalidades evitar os alagamentos que ocorrem devido às cheia no Córrego das Antas. A previsão é de que a mesma dure pelo menos dois anos


Após mais de 15 anos, o Ribeirão Antas terá mais uma etapa de revitalização. O projeto abrange o trecho que vai desde o Central Parque da Juventude “Senador Onofre Quinan” até o início da Marginal Ayrton Senna. O trecho entre a Rua Engenheiro Portella e a Avenida Miguel João foi canalizado na gestão do então Prefeito Wolney Martins.
O secretário municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável, Clodoveu Reis Pereira, informou ao CONTEXTO que a iniciativa faz parte de um projeto de macrodrenagem para regularizar a vazão do Córrego Antas e evitar os sérios problemas de enchentes que ocorrem desde as proximidades do Parque “Onofre Quinan” até em alguns pontos da região central. No Parque, inclusive, conforme consta do projeto, será construído um lago de contenção. Além da canalização, também serão feitas as duas pistas laterais. “Esta é uma ação com a qual vamos obter resultados na questão ambiental e hidrológica e também em relação ao trânsito”, observou, acrescentando que as vias irão ajudar muito a desafogar o tráfego de veículos em toda a região próxima ao Parque “Senador Onofre Quinan, Vila Góis e setores adjacentes.
Segundo informou ainda o secretário, o projeto está orçado em cerca de R$ 25 milhões, sendo que, no momento, é aguardada a assinatura do contrato com o Ministério das Cidades para a liberação do recurso e, em seguida, será aberto o procedimento licitatório. A Caixa Econômica já fez o acompanhamento técnico do projeto e, conforme avaliou, tudo está se encaminhando bem. No entanto, pelo porte da obra, a mesma só deve se iniciar em 2012, pois não há como executá-la no período chuvoso que está bem próximo. A conclusão deve se dar num prazo de dois anos.
O secretário destacou que nos levantamentos já realizados para a elaboração do projeto, não foi constatada, em princípio, a necessidade de desapropriação de áreas. Mas, adiantou, se necessário, “isso será feito com tranquilidade”.

Social
Na última semana, o projeto de canalização e revitalização do Córrego das Antas, abrangendo o Central Parque e a marginal Ayrton Senna foi apresentado aos moradores da Vila Góis e da Vila Nossa Senhora D’Abadia, que estão próximos de onde serão instaladas as frentes de serviço. O objetivo foi mostrar a eles a importância que a obra tem dentro do sistema da infraestrutura urbana para toda a Cidade. Foram dois eventos, um ocorrido no salão da Igreja Assembleia de Deus e o outro no Salão da Comunidade Judá, nos respectivos setores.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Prefeitura e Saneago retomam diálogo sobre concessão, mas falta acordo sobre valores

27/04/2019

O presidente da Saneago, Ricardo José Soavinski, acompanhado de diretores da estatal, esteve em Anápolis nesta sexta-feira,...

Prefeitura garante repasse para que Santa Casa mantenha UTI pediátrica funcionando

27/04/2019

Na manhã desta sexta-feira, 26/04, o Prefeito Roberto Naves recebeu a diretoria da Santa Casa de Misericórdia de Anápolis....

Revitalização do centro é desafio na segunda etapa do mandato de Roberto

26/04/2019

Um passo crucial para a revitalização da região central de Anápolis, a retirada dos ambulantes que ocupam as calçadas, ...

Cidade terá exposição de Mangalarga Marchador

25/04/2019

Criadores da raça Mangalarga Marchador de quatro estados brasileiros e do Distrito Federal, estarão em Anápolis durante o ...