(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Obras do viaduto mudam a paisagem urbana

Cidade Comentários 09 de abril de 2011

O efetivo começo da construção de um viaduto na confluência das avenidas Presidente Kennedy e Universitária, além de influenciar no escoamento natural do tráfego, provoca mudanças no aspecto físico do setor


Dezenas de árvores que haviam sido plantadas nas décadas de 70 e de 80, principalmente das espécies Sibipiruna (angico branco) e Munguba, no trecho entre a Praça Oeste e o local onde está sendo construído o primeiro viaduto urbano de Anápolis, foram cortadas. Além disso, o sistema viário já está modificado, principalmente com a redução de espaços e com a retirada de pontos de caminhões de aluguel e outros serviços que eram oferecidos, há anos, naquele setor. É que está começando, na prática, a edificação da obra considerada fundamental para a logística do tráfego de veículos e pedestres: um viaduto no cruzamento de duas das mais importantes vias urbanas de Anápolis. A empresa vencedora da licitação já instalou parte do canteiro de obras, assim como providenciou a colocação de tapumes, visando isolar o serviço de remoção de terras e movimentação de máquinas, do trânsito que ainda será possível fazer naquela parte da Cidade.
Por outro lado, a Companhia Municipal de Trânsito e Transportes elaborou e está aplicando um plano de escoamento para o tráfego naquela região, considerada um dos principais gargalos do sistema viário urbano de Anápolis. É através das avenidas Universitária e Presidente Kennedy, respectivamente, que se escoa o tráfego para as duas maiores macrorregiões da Cidade: Recanto do Sol, aglomeração de oito bairros, e Grande Vila Jaiara, com quase 15 outros bairros agregados. No total, estima-se que essas duas regiões concentrem mais de 60 mil habitantes, população maior do que a de muitas das principais cidades goianas.

Modificações
Mas, segundo a Prefeitura, vai chegar o dia em que todo o tráfego será totalmente interrompido, tendo em vista a necessidade de se dar seguimento à obra. Para a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável, esta interdição total vai ser feita dentro do menor espaço de tempo possível, a fim de não se agravar a situação do comércio no setor, já prejudicado com o fim dos estacionamentos e a redução do espaço nas ruas. Quanto à derrubada das árvores trata-se de uma medida inevitável. O que minimiza o impacto, segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, é que, em sua grande maioria, elas já estavam com o clico de vida próximo do fim. Mas, mesmo com as justificativas, moradores da região lamentam, resignados, a chegada do progresso. Allan Kardec Fernandes, que reside naquela região há mais de 50 anos, recorda-se de quando foram plantadas as árvores. “Foi na gestão do prefeito Lincoln Gomes de Almeida (1979/1980) através do Amador Abdalla (então Diretor de Parques e Jardins) que plantaram estas árvores. Até 1978, as composições da Estrada de Ferro ainda passavam nesse trecho”, lembra-se ele. A Prefeitura, todavia, justifica que o projeto do viaduto prevê, também, arborização, ajardinamento e outros tipos de vegetação, assim que forem concluídas as obras de construção civil.
De acordo com cálculos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável, a obra do viaduto deverá ser concluída ainda no decorrer deste ano. Com isso, os comerciantes e os moradores da região mantêm a expectativa de que os transtornos com o andamento dos serviços sejam de curta duração. Para o Secretario Clodoveu Reis, “a tecnologia de hoje permite que obras desse porte sejam feitas em tempo recorde. Além do mais, não haverá problemas com recursos financeiros, já que o Município arcará com todas as despesas e já reservou as verbas suficientes para isto no orçamento atual”, garante o secretário.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Anápolis gerou 139 novos empregos formais em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo, Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, a...

Anápolis mantém redução alta em casos de dengue

18/08/2017

A dengue tem dado uma trégua em Anápolis, desde o começo do ano. No último boletim epidemiológico divulgado pela Secreta...

Desvio de rede de esgoto interdita trecho da Avenida Brasil

18/08/2017

O diretor geral da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte, Carlos Cezar Toledo, comentou, em sua rede social, sobre as...

Gerados 139 novos empregos em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, al...