(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Obras do Museu de Artes Plástica de Anápolis são expostas na Argentina

Geral Comentários 26 de abril de 2018

A mostra Entre acervos fica aberta ao público até o mês de junho, no Cento Cultural Rector Ricardo Rojas, em Buenos Aires


Trabalhos do acervo do Museu de Artes Plásticas de Anápolis (Mapa) – uma das unidades culturais mantidas pela Prefeitura - podem ser vistos em Buenos Aires, no Centro Cultural Rector Ricardo Rojas, no período de 26 de abril a 2 de junho. As produções dos artistas contemporâneos Paul Setúbal, Danielle Fonseca e Helô Sanvoy, que pertencem ao Mapa, integram a mostra Entre acervos – uma experiência transregional, realizada em conjunto com obras que compõem o patrimônio artístico de outras três instituições goianas - os museus de Arte Contemporânea de Goiás (MAC), de Arte de Goiânia (MAG), e de Arte Contemporânea de Jataí.
Realizada com financiamento do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás, a mostra pretende o intercâmbio cultural entre Brasil e Argentina e, claro, com demais países latino-americanos, considerando que Buenos Aires recebe turistas vindos de todos eles. A apresentação de Entre acervos está organizada em dois momentos - um na capital argentina e outro em Belo Horizonte, no Palácio das Artes, entre julho e outubro – com o objetivo de ampliar a divulgação e valorizar as produções que estão sob a guarda dos principais museus goianos.
Para a mostra nas salas da galeria do Centro Cultural Rector Ricardo Rojas, unidade vinculada à Universidade de Buenos Aires, o produtor e curador Paulo Henrique Silva escolheu vídeos e fotografias das coleções das quatro instituições goianas. Ele explica que o corpo é a fonte da concepção curatorial do projeto e, em todos os trabalhos o seu uso ou situações e vestígios que remetem a essa temática são observados.
O curador destaca que, mais que a representação figurativa do corpo, as obras o colocam em evidência como suportes para experimentos de diferentes linguagens midiáticas, utilizando-os para questionar seu lugar em uma sociedade contemporânea e multicultural. “O corpo se apresenta como um produtor de sentidos simbólicos na junção entre o artista que atua e o objeto de arte resultante da ação”, analisa Paulo Henrique Silva.
O secretário municipal de Cultura, Erivelson Borges, afirma que o projeto Entre acervos cumpre a importante função de aproximar culturas e construir um intercâmbio de arte com os países próximos. “Não se vive isolado e a troca de experiências permite que se desenvolvam relações culturais que trazem benefícios para todos os envolvidos, e isto não se restringe somente às artes visuais”, destaca o secretário.

BATE-PAPO
Nesta quarta-feira, 25, dia anterior ao lançamento da mostra, acontece um bate-papo com Dalton Paula e Helô Sanvoy, com mediação do curador e pesquisador paulista Márcio Harum. O tema da conversa é a trajetória profissional dos dois artistas goianos que participam da exposição Entre acervos – uma experiência transregional.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Núcleo reforça ações de atenção básica

19/07/2018

Que a porta de entrada da saúde pública é o postinho mais perto de casa, muita gente sabe. Mas poucos conhecem um trabalho...

Núcleos de Convivência são entregues à comunidade

19/07/2018

Na última quarta-feira,18, a Prefeitura de Anápolis entregou aos moradores do Residencial Summerville o núcleo do Serviço...

Ministério busca menos acidentes e mortes no trânsito

19/07/2018

O Ministério das Cidades tem atuado de forma estratégica e contínua em todo o país na promoção de políticas públicas ...

SEBRAE oferece oficina sobre Plano de Negócios

19/07/2018

Planejamento. Mesmo que o termo seja discutido como um dos essenciais para se começar com qualquer tipo de negócio, muitos ...