(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Obra continua, mas em ritmo lento

Segurança Comentários 21 de maro de 2015

Visita ocorreu na manhã desta quinta-feira,19, com acompanhamento também de representante da Câmara Municipal


O vereador Pastor Wilmar Silvestre (PT) acompanhou a visita de equipes do Tribunal de Contas da União, Secretaria Estadual de Segurança Pública de Goiás e Caixa Econômica Federal ao novo presídio em construção em Anápolis. Na manhã desta quinta-feira, 19, além de conferir a parte das instalações que já está pronta, o parlamentar foi buscar informações sobre a falta de repasse do valor de contrapartida do Governo Estadual para a conclusão da obra.
O orçamento estipulado para a construção do presídio, anunciado durante a ordem de serviço em julho de 2013, foi de aproximadamente R$ 13 milhões. Desse valor, o Governo Federal repassaria R$ 9 milhões e os outros quase R$ 4 milhões restantes são do Estado de Goiás. Mas, segundo informações do engenheiro responsável pela construção, Wgmar Rua, o repasse está atrasado desde dezembro de 2014, o que dificulta a conclusão do prédio.
Praticamente 80% do projeto já foi concluído. A obra que era para ter sido entregue no final do ano passado, porém, não tem data de conclusão. “O próprio engenheiro me informou que teve que demitir uns 100 trabalhadores. Hoje apenas 30 continuam atuando na construção. A falta de dinheiro fez atrasar a conclusão que, se não fosse por esse motivo, já estaria pronta. Agora só Deus sabe quando irão terminar”, relatou o vereador.
A área de localização do prédio, na BR 414, após a Base Aérea de Anápolis foi escolhida por ser afastada da zona urbana e possuir apenas área rural na vizinhança. Outra preocupação apontada por Pastor Wilmar Silvestre, é que a estrada que dá acesso ao presídio não foi contemplada na licitação. “É preciso asfaltar a via e hoje me informaram que houve um aditivo para que isso seja feito”.
O local terá capacidade para abrigar 300 presos. A cadeia pública da cidade tem capacidade para 278 pessoas e hoje possui 500 internos. O petista acrescentou que o problema tem que ser resolvido com urgência. “Existe outra obra sendo construída pela mesma empresa e que está enfrentando o mesmo problema, atraso em pagamento. Lamento pelos presos que estão na cadeia pública e as famílias. Não os estou defendendo, mas eles precisam de condições humanas. Presídios são locais de recuperação. Na condição que ali estão, isso não é possível”, acrescentou Pastor Wilmar Silvestre.
Mesmo com o repasse sendo feito hoje, o vereador lembrou que a empresa ainda levaria quatro meses para concluir a obra. “Estou cobrando do Estado. Peço que o governador repasse a verba. É uma contrapartida do Estado que com certeza já estava prevista no orçamento para esse ano. A empresa precisa ter condições de trazer os 100 funcionários de volta para que a obra seja concluída”, finalizou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Projeto tem o apoio do Exército, da Marinha e da Aeronáutica

08/12/2017

A audiência pública realizada no último dia 4 na sede da Associação Comercial e Industrial de Anápolis, para debater a ...

Caso do Uber - Acusado diz: “queria somente divertir”

08/12/2017

O acusado de roubar na semana um veículo Uber e restringir a liberdade do motorista Cleyton da Silva Nascimento já está pr...

Treinamento para delegadas, agentes e escrivãs

30/11/2017

A 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Anápolis realiza vários cursos de atualização voltados para delegados, agen...

Ruas do centro terão policiamento ostensivo durante o fim de ano

30/11/2017

O policiamento nas regiões de maior presença do comércio em Anápolis, terão o policiamento reforçado neste final de ano...