(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

OAB quer volta de antigo horário no Fórum

Trânsito Comentários 02 de setembro de 2011

A subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Anápolis, está trabalhando no sentido de arregimentar apoio dos segmentos organizados da cidade e da população em geral, para sensibilizar o Tribunal de Justiça do Estado, em relação ao novo horário de atendimento nas comarcas goianas que, desde 1º de agosto último, estão funcionando somente no período das 13 às 19 horas


A subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Anápolis, está trabalhando no sentido de arregimentar apoio dos segmentos organizados da cidade e da população em geral, para sensibilizar o Tribunal de Justiça do Estado, em relação ao novo horário de atendimento nas comarcas goianas que, desde 1º de agosto último, estão funcionando somente no período das 13 às 19 horas. A medida, segundo ele, tem acarretado uma série de transtornos à advocacia, bem como às partes envolvidas em demandas judiciais diversas que necessitam de recorrer a este atendimento.
Na última quarta-feira,31, o advogado Antônio Heli de Oliveira, que preside a subseção, esteve com empresários na Associação Comercial e Industrial (Acia) e, na oportunidade, pediu apoio à luta que vem sendo travada no Estado, através da regional, para que o Pleno do Tribunal de Justiça reveja a decisão que alterou o horário de funcionamento nos fóruns. Outro agravante, segundo expôs, é que o serviço de protocolo funciona somente até às 18 horas, o que deixa o tempo exíguo e esta parte, avalia, é fundamental porque os processos correm prazos. Ele narrou que o caso já foi levado ao Conselho Nacional de Justiça e, agora, está sendo analisado no âmbito do Supremo Tribunal Federal.
Para o presidente da OAB local, a medida tem ainda causado transtornos cotidianos como, por exemplo, elevadores cheios durante o expediente vespertino. Além disso, ele destacou que os próprios serventuários do Judiciário não estão satisfeitos com a mudança.
O presidente da Acia, Wilson de Oliveira, avaliou que por ser um assunto que mexe com boa parte da população, encaminhará a questão para ser discutida no Fórum Empresarial, que congrega 19 entidades do setor produtivo. “Nós acreditamos que podemos reforçar esta luta com as entidades endossando um documento de apoio”, ressaltou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Trânsito

Alto índice de acidentes no trânsito de Anápolis preocupa a CMTT

18/05/2017

Onze pessoas foram atropeladas em Anápolis de janeiro a março deste ano, sendo três em janeiro, três em fevereiro e cinco...

CMTT promove Maio Amarelo promove a paz no trânsito

04/05/2017

Carros batidos espalhados pelos canteiros e praças da cidade, faixas de alerta e palestras em escolas e empresas. Essas são...

Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia concentram 40% das mortes registradas no trânsito

27/04/2017

A força tarefa do programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI), coordenado pela Secretaria de Gestão e Planejamento (...

Projeto para corredores de ônibus avança na Avenida Brasil Norte

27/04/2017

As obras de mobilidade urbana que preveem a implantação dos corredores de ônibus ao longo da Avenida Brasil, devem se conc...