(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

O que os jovens querem do governo

Geral Comentários 03 de junho de 2010

Propostas surgiram a partir de um Fórum que contou com a participação de cerca de 350 estudantes e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas


Estudantes de escolas das redes Municipal, Estadual e particular, além de adolescentes em acolhimento institucional que cumprem medidas socioeducativas de prestação de serviços à comunidade, liberdade assistida, semi-liberdade e, internação, produziram um documento com as suas expectativas em relação à saúde; educação; segurança pública e, meio ambiente, dentre outros temas, que foram discutidos durante a realização do I FOCAJ (Fórum da Criança, Adolescente e Juventude), ocorrido no dia 20 de maio, no Auditório da UniEvangélica, com cerca de 350 participantes.
O documento foi entregue a representantes da Prefeitura de Anápolis e do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), em solenidade no Centro Administrativo, no final da tarde da última quarta-feira, 2.
O Fórum foi uma promoção conjunta da Associação Cruzada pela Dignidade; Juizado da Infância e Juventude; IIDAC (Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Cidadania), juntamente com a Prefeitura, o CMDC, a empresa TCA e vários outros parceiros. Durante todo o dia, foram realizados painéis e discussões em grupos, de acordo com o tema proposto. Ao final, foi elaborado o documento final, com as sugestões para cada área.
O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Francisco Rosa, considerou a iniciativa como “histórica para o município” e se comprometeu a entregar as reivindicações ao prefeito Antônio Gomide, na reunião do secretariado, prevista para esta sexta-feira, 4. Segundo ele, o trabalho mostra a capacidade dos jovens de participarem da vida da cidade e colaborarem com o Poder Público, e com outros segmentos, na construção de uma sociedade mais justa. Ele assinalou que várias propostas formuladas pelos jovens estão sendo atendidas, mas que a Administração será parceira para realizar as ações solicitadas.
A secretária municipal de Educação, Virgínia Maria Pereira de Melo observou que a maior parte das propostas é afeta à sua Pasta, o que demonstra a preocupação dos jovens com a sua formação. No documento, eles pedem mais cursos profissionalizantes, melhoria do ensino e a implantação da escola de tempo integral.
Além de atenção à educação, os jovens, também, reivindicaram a ampliação das atividades esportivas e culturais nos bairros da cidade, mais atenção para o atendimento à saúde, promoção de competições esportivas e melhorias dos equipamentos para a prática de esportes nas escolas públicas.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Convênios públicos têm nova regulamentação

11/05/2017

A Câmara Municipal realizou audiência pública nesta quinta-feira,11, em conjunto com a Prefeitura de Anápolis, para trata...

Corpo encontrado em lago é de empresário anapolino

04/05/2017

Na noite desta quinta-feira, 04, informação colhida pelo Jornal “A Voz de Anápolis”, junto a um irmão de Edmar Almeid...