(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

O que os anapolinos vão comprar no Dia das Mães

Economia Comentários 29 de abril de 2010

A consulta foi realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas junto a 400 consumidores de diferentes regiões da cidade, que apontaram como e o que comprar para as mães


A Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis divulgou o resultado da pesquisa de intenções de compras para o Dia das Mães, coordenada pelo economista Márcio Dourado Rocha. O trabalho foi realizado com uma amostra aleatória de 400 consumidores, entrevistados em pontos onde ocorrem as maiores concentrações de venda na cidade, no período de 19 a 21 de abril, sendo que a margem de confiança é de 95%.
Segundo o levantamento, 9% das pessoas ouvidas responderam que não pretendem presentear ninguém na data; 64% pretendem presentear as mães; 11% as sogras; 1% as tias e 4% presentearão outra pessoa como a chefe ou o pai. A pesquisa revelou, ainda, o quanto as pessoas pretendem gastar na compra do presente do Dia das Mães. A maior parcela dos entrevistados, 35%, respondeu que pretende gastar entre R$ 50,01 e R$ 100; 33%, mais do que R$ 100; 27%, entre R$ 20,01 e R$ 50 e 5% menos de R$ 20.
Acerca do presente a ser comprado, a pesquisa verificou que 9% dos entrevistados presentearão com eletrodomésticos, 8% com flores, 7% presentearão com calçados, 6% presentearão com perfume, 3% presentearão com celulares, mesmo percentual dos que pretendem presentear com utilidades domésticas, e cosméticos. Outros tipos de presentes tais como acessórios (cintos e bolsas) e livros somam 14% das intenções de compras, enquanto que 19% ainda não sabem com o que presentear no dia das mães.
Quanto à forma de pagamento, de acordo com o economista Márcio Rocha, configura-se como importante ferramenta para o planejamento de políticas de crédito e de caixa. Na pesquisa, constatou-se que dos consumidores que presentearão alguém, 69% pagarão o presente em dinheiro; 10, 11% usarão cartão de redes varejistas; 14% usarão cartão de crédito; 11% recorrerão ao crediário e apenas 1% pagará o presente com outros meios, tais como financiamentos ou cheques.

Perfil dos entrevistados
Variável de sexo
46% Sexo masculino
54% Sexo feminino
Variável de grau de instrução
47% Possuem o ensino médio (2ºgrau) completo
30% Possuem o primeiro grau completo
7% são graduados
16% Estão cursando graduação superior
Variável de renda familiar
24% - 01 e 02 salários mínimos
25% - 02 e 03 salários mínimos
16% - 03 e 04 salários mínimos
33% - acima de 04 salários mínimos

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...