(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

O modo como você prepara o arroz pode prejudicar a sua saúde

Saúde Comentários 10 de fevereiro de 2017

Segundo especialistas, colocar mais água na panela ou deixar o arroz de molho durante a noite é a melhor maneira de liberar possíveis vestígios de arsênico


Como você costuma cozinhar o arroz? Se você utiliza o dobro de água para a quantidade de arroz, você pode estar colocando sua vida em risco. Segundo especialistas, o arroz pode conter vestígios de arsênico, uma substância altamente tóxica que pode trazer diversos riscos para a saúde. A boa notícia é que experimentos mostraram que o modo de preparo pode ajudar a reduzir consideravelmente os níveis do veneno no alimento. Infelizmente, o modo mais comum de prepará-lo – duas medidas de água para uma de arroz – não é o ideal.
De acordo com informações do jornal britânico The Telegraph, o produto químico contamina o arroz como resultado de toxinas industriais e pesticidas presentes há décadas no solo e que continuam contaminando o alimento. Em geral, o arroz tem dez vezes mais arsênico inorgânico do que outros alimentos e, segundo a Autoridade Europeia de Padrões Alimentares pessoas que ingerem quantidades muito grandes do alimento estão expostas a concentrações preocupantes da substância.
A exposição crônica ao arsênico foi associada a uma série de risco à saúde, incluindo problemas de desenvolvimento, doenças cardíacas, diabetes, danos ao sistema nervoso e até mesmo aos cânceres de pulmão e bexiga.

Autor(a): Everthon Daer

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Saúde realiza vacinação contra a gripe até dia 26 de maio

19/04/2017

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou na última segunda-feira, 17, e as vacinas estão disponívei...

Vereadora consegue recursos para castração de animais

19/04/2017

A vereadora Thaís Souza (PSL) conseguiu junto ao deputado estadual Lincoln Tejota (PSD), uma emenda de R$ 180 mil será dest...

Medo da febre amarela? tire suas dúvidas

07/04/2017

Desde 1980 o Brasil não registrava um surto tão grande de febre amarela. De dezembro para cá, houve 2 104 casos notificado...

Dengue recua, mas a população ainda precisa ficar atenta e manter o combate

07/04/2017

A população anapolina pode comemorar. Os registros oficiais da Secretaria Estadual de Saúde, referentes à semana 13- de 0...