(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

O final feliz do “seu” Francisco

Geral Comentários 25 de abril de 2014

Mesmo após críticas por parte de juristas e da imprensa o delegado Manuel Vanderic Filho lutou para conseguir que Francisco passasse pela operação que salvou sua vida


Após meses buscando órgãos do judiciário e a imprensa para tentar amenizar o sofrimento de um homem em situação de abandono, que estava com parte das pernas apodrecendo, o delegado, Manoel Vanderic Filho, finalmente, conseguiu convencê-lo de aceitar a cirurgia de amputação. Francisco se recusava a perder o restante das pernas e estava em um estado crítico. Após a cirurgia, Francisco foi encaminhado ao Abrigo Jesus Cristo é o Senhor, localizado no Recanto do Sol.
Trata-se de uma história emocionante, em que o delegado assumiu um papel pouco desempenhado na sociedade atual, o de amor incondicional ao próximo. Muitos desconhecem o fato, mas quem conhece os detalhes viu um homem que após seu expediente, ia para casa de um senhor, praticamente desconhecido, para lavar seus ferimentos, mesmo já fétidos e sem nenhuma chance de cicatrização com intuito de afastar os insetos, colocava-o em seu carro para levá-lo ao hospital, e passava horas conversando e tentando convencer Francisco que só a cirurgia poderia salvar sua vida.
Manoel Vanderic Filho disse ao CONTEXTO que o vínculo que teve com Francisco o fez aprender muito sobre o que é ser servidor público e, apesar das críticas que recebeu, viu tudo valer a pena ao final. “Fui muito criticado por juristas, médicos, jornalistas, mas penso que é muito fácil se eximir de responsabilidade e seguir a onda, lavar as mãos”, desabafou.
Vanderic acredita que Francisco resolveu aceitar a cirurgia após perceber que receberia um tratamento digno e não seria abandonado novamente. Segundo ele, apesar das pessoas interpretarem que aquele senhor não queria aceitar tratamento médico, percebeu que, na verdade, ele pedia socorro. “A maioria das pessoas que o julgaram nunca tinha conversado com ele. Eu percebi também que os hospitais trabalham mais com números, com a exceção de raros profissionais. E cheguei a pensar que mesmo com a cirurgia ele não sobreviveria, mas mesmo assim queria tentar dar a ele mais conforto e procurar por ajuda nos hospitais para amenizar sua dor”, relatou.

O caso
Manuel Vanderic Filho chegou à casa de Francisco por meio de denúncias de vizinhos e encontrou uma cena deplorável. O homem estava vivendo sozinho e em condições subumanas. Ele já tinha perdido uma das pernas na altura do joelho e o pé esquerdo, o que sobrou estava necrosando. O mau cheiro, devido suas pernas se encontrar em estado de putrefação e a falta de higiene em sua casa, exalava pela vizinhança e bichos saiam das feridas.
O delegado tentou de diversas formas conseguir, mesmo que contra a vontade de Francisco, que a cirurgia de amputação fosse realizada. Inclusive, procurando o Ministério Público para tentar a interdição dele. Mas, após tanta demonstração de cuidado, Francisco escutou Vanderic e se submeteu à operação.
Agora, ele se recupera no Abrigo Jesus Cristo é o Senhor, onde vai viver. Apesar de ainda sentir algumas dores, devido o procedimento ter sido realizado recentemente, ele reconhece que sem o delegado, provavelmente, já teria perdido a vida. “Sou muito grato. Ele me salvou. E hoje vejo que gosto muito de viver, não queria morrer, mas sentia medo porque eu não tenho ninguém”, relatou.

Doações
O Abrigo Jesus Cristo é o Senhor acolhe, hoje, 24 idosos e precisa de doações, principalmente, de leite, pó de café, óleo, alimentos em geral, bem como, material de limpeza e outros.
Zeladora: Maria Helena do Espírito Santo
Endereço: Rua Roseane de Morais Q 03 L16
Telefone: (62) 3318 0490/ 92673099

Autor(a): Wanessa Mereb

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Convênios públicos têm nova regulamentação

11/05/2017

A Câmara Municipal realizou audiência pública nesta quinta-feira,11, em conjunto com a Prefeitura de Anápolis, para trata...

Corpo encontrado em lago é de empresário anapolino

04/05/2017

Na noite desta quinta-feira, 04, informação colhida pelo Jornal “A Voz de Anápolis”, junto a um irmão de Edmar Almeid...