(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

O Centro-Oeste e suas pluralidades na Galeria

Cultura Comentários 24 de maio de 2018

A mostra “Centro e borda: que território é este?” traz trabalhos de 14 artistas, produzidos entre os anos de 1972 e 2014


“Centro e borda: que território é este?” é a exposição assinada por Divino Sobral, vencedor do Prêmio Curadoria no 23º Salão Anapolino de Arte. A mostra apresenta 36 trabalhos (pintura, fotografia, vídeo, vídeo-performance, LP, instalação, objeto e texto) produzidos entre os anos 1972 e 2014 por 14 artistas de diferentes gerações, todos com temáticas que remetem à formação da identidade da região Centro-Oeste do Brasil.
A exposição fica aberta à visitação pública até 6 de julho. Quem passar por lá neste período vai conhecer trabalhos dos artistas Aline Figueiredo, Bené Fonteles, Cildo Meireles, Dalton Paula, Elyeser Szturm, Enauro de Castro, Gervane de Paula, Humberto Espíndola, João Angelini, Marcelo Feijó, Miguel Penha, Milton Marques, Rodrigo Paglieri e Thales Noor.
O conjunto de obras de diversas categorias, afirma Divino Sobral, abre reflexões sobre questões que atravessam o tempo e se agravam no presente: os conflitos permanentes causados pelos processos de colonização, ocupação e exploração dos potenciais do território; a ausência de direitos concedidos às populações pobres, negras e indígenas colocadas à margem; a falência do modelo de urbanismo modernista diante do descontrole e inchaço das cidades; as ligações entre agentes políticos e grupos econômicos que favorecem os interesses da indústria do agronegócio; as consequências das ameaças crescentes à natureza.
Para Sobral, que além de artista, é um pesquisador e crítico de arte de reconhecida atuação em todo país, Centro e borda, que território é este? coloca em evidência todo o processo de construção histórica desse pedaço de terra no interior do Brasil que, embora à margem do Sul/Sudeste, desenvolveu-se em todos os setores, inclusive no cenário das artes visuais, com uma produção elaborada “sobre as bases que fundamentam os discursos e as estruturas de poder que dominam e transformam a região”.

23º Salão
Anapolino de Arte
O Prêmio Curadoria é a inovação agregada ao Salão Anapolino de Arte na edição de 2017. A categoria foi criada com o objetivo de atrair a atenção desses profissionais, cuja função perpassa pela observação de tendências e o estabelecimento de diálogos, para o que estão fazendo os realizadores visuais do Planalto Central. O artista, pesquisador e crítico de arte Divino Sobral foi o vencedor com a proposta “Centro e borda: que território é este?”.
O 23º Salão Anapolino de Arte, com as ações agregadas ao seu formato, teve seu calendário estendido até junho deste ano. Além da mostra principal, realizada entre agosto e outubro do ano passado, oficina e exposição coletiva dos trabalhos dos quatro premiados e mostra do Prêmio Curadoria, foram realizadas ações educativas para estudantes.
Realização da Prefeitura/Secretaria de Cultura e da Associação de Amigos da Galeria de Artes Antônio Sibasolly com recursos do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2016, o projeto atendeu, nas visitas pedagógicas guiadas, cerca de cinco mil alunos de escolas públicas e privadas.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Cultura

Peça enfoca obsessão por atuar e dramas existenciais

13/12/2018

Um ator obcecado pela atuação em uma peça entra em confronto com os dramas de sua existência. Esse é o ponto de partida ...

Escola de Artes “Oswaldo Verano” comemora 50 anos

07/12/2018

Há 50 anos começava uma história de dedicação ao ensino artístico na cidade. Nascia a Escola de Artes Oswaldo Verano, e...

Espetáculo resgata atrizes de Hollywood em Anápolis

23/11/2018

A busca de refúgio da vida turbulenta pela fama, recomeço após frustrações na carreira ou simplesmente aproveitar as fé...

Escola de artes oferece oficina de gravura em metais

16/11/2018

A Escola de Artes Oswaldo Verano, unidade cultural de formação mantida pela Prefeitura, vai ofertar uma oficina de aplicaç...