(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Novo prédio pode ter projeto reformulado

Política Comentários 17 de maio de 2013

Mudança está estimada em cerca de R$ 15 milhões e fundo de reserva conta com menos de um terço do valor


O Presidente da Câmara Municipal, Vereador Luiz Lacerda (PT) informou que, ainda, não há previsão de quando serão iniciadas as obras de construção da nova sede do Legislativo. No dia 15, quarta-feira, ele entregou um documento ao Governador Marconi Perillo, com a assinatura dos 23 vereadores, solicitando apoio financeiro, no valor de R$ 2 milhões para a ampliação.
De acordo com Luiz Lacerda, o Governador se mostrou receptivo ao pleito e, na ocasião, durante solenidade na Prefeitura para a doação de um terreno para a construção do parque ambiental da Cidade, Marconi brincou dizendo que “passaria a bola” para os deputados estaduais Carlos Antônio (PSC) e José de Lima (PDT), para que os dois apresentassem emendas individuais de R$ 1 milhão, destinada à Câmara Municipal. “O dinheiro é do Governo, mas a emenda é dos deputados”, disse, ao agradecer a “provocação” feita pelos vereadores e que iria estudar a proposta.
O fundo constituído com recursos da própria Câmara Municipal e da Prefeitura, já conta com cerca de R$ 4,8 milhões. Mas, a estimativa é de que as adaptações no prédio atual a o novo prédio tenham um custo de R$ 15 milhões. Para o Presidente, a obra só deve começar quando houver recursos para que, futuramente, a mesma não venha a ser paralisada, causando transtornos.
Sobre o projeto, o Vereador Luiz Lacerda observou que deverá haver mudanças para atender às necessidades do número atual de vereadores (23) e com uma margem para um possível aumento no número de cadeiras que possa ocorrer no futuro, uma vez que à medida que a população aumenta, a lei aponta para um aumento no número da representação política na Casa. “Nós teríamos que fazer um projeto para abrigar em torno de 27 vereadores”, observou, acrescentando que se trata de uma obra extremamente necessária, para que os vereadores tenham condições de trabalho e a população possa ser melhor atendida.
O atual prédio da Câmara Municipal é bastante antigo. Ele foi construído em1972. O plenário foi adaptado numa garagem e os gabinetes dos vereadores e os departamentos administrativos, hoje, estão espalhados no prédio principal e em outros três imóveis alugados (os anexos). O Presidente Luiz Lacerda disse, entretanto, que a construção será mesmo na área da Praça 31 de Julho, uma vez que a aquisição de uma área seria bastante onerosa e a Prefeitura não dispõe de áreas públicas adequadas para a edificação da nova sede do Legislativo.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Daniel se compromete a reduzir IPVA em até 15%

20/09/2018

O candidato ao governo de Goiás pela Coligação Novas Ideias, Novo Goiás (MDB, PP, PRB e PHS), Daniel Vilela (MDB), afirmo...

Candidatura de Caiado ganha mais reforços de lideranças evangélicas

20/09/2018

O respeito e a credibilidade do Bispo Abigail (PSC) junto à sociedade goiana trouxeram um novo peso político à campanha el...

Zé Eliton diz que educação será prioridade em seu novo governo, caso seja reeleito

20/09/2018

O governador Zé Eliton (PSDB) afirmou que avançar mais na Educação é a máxima prioridade de seu novo governo e que a li...

Samuel Gemus: “Trago um novo jeito de fazer política nesta eleição”

20/09/2018

Aos 36 anos de idade e já dono de um extenso currículo na área médica, Samuel Fayad Gemus, ou Dr. Samuel, como muitos o c...