(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Novas adutoras para velhos problemas de abastecimento

Geral Comentários 21 de janeiro de 2011

Estatal que promove a política de saneamento corre para cumprir compromisso de oferecer água a 100 por cento da população de Anápolis


A cobertura em 100 por cento da área habitada de Anápolis com o serviço de água potável, acordo entre a Prefeitura e a Saneago, firmado ainda no Governo Alcides Rodrigues, está dando importantes passos, principalmente com as providências já adotadas. A primeira fase foi desenvolvida em 2010, com a destinação de mais recursos logísticos, como funcionários, técnicos, veículos e equipamentos para se atender à demanda de serviços. Além disso, a Empresa cuidou de promover remanejamentos técnicos, permitindo a chegada da água potável a setores que, há anos, sofriam com o desabastecimento, principalmente no período de estiagem. A colocação de válvulas, o combate ao desperdício e, principalmente, a oferta de novos ramais, a princípio, deu mais tranquilidade à população.
Somaram-se a isso, providências no sentido de se garantir um bombeamento mais eficiente do sistema de captação no Ribeirão Piancó para a Estação de Tratamento no Jardim das Américas. Mas, de acordo com os próprios técnicos da Saneago, ainda não é o bastante. A partir de agora entra em ação o projeto macro, que é o de dotar a Cidade de um sistema mais confiável. A ideia, inclusive, é bombear um maior volume de água e se aumentar a capacidade de tratamento, o que vai garantir o acondicionamento de mais água. Além disso, alguns dutos serão implantados e/ou reformados, para que a água chegue a setores ainda não contemplados.

Material
Parte do material para o serviço já está disponibilizado em Anápolis. Só de tubulações serão mais de 70 mil metros lineares. Regiões como a Leste (bairros de Lourdes, Tesouro, Santo Antônio, Filostro e outros) vão ter uma linha direta, saindo da Estação de Tratamento. Também a região de Vila Jaiara terá uma adutora de maior diâmetro, objetivando manter cheios os reservatórios e permitir a implantação de outros depósitos de água, tendo em vista o crescimento demográfico que se observa nas regiões citadas.
Esta semana o prefeito Antônio Gomide esteve em audiência com o Presidente da Saneago, Nilson de Sousa Freire, quando tratou, exatamente, desse assunto. É que, o setor imobiliário tem arguido a Prefeitura sobre a garantia da extensão das redes de esgoto e água potável para determinadas regiões da Cidade, onde há a pretensão de se abrirem novos loteamentos e construírem-se novos condomínios horizontais e verticais. A oferta de água potável é condição determinante para que os projetos sejam desenvolvidos. Ressalte-s que a Saneago trabalha contração de um substancial empréstimo bancário para tais obras, com a garantia da Prefeitura de Anápolis. Há a expectativa de que, dentro do prazo combinado, Anápolis esteja, realmente, com água potável em todos os bairros habitados. E, de quebra, receba a ampliação do serviço de captação e tratamento de esgotos.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Lei mira a perturbação do sossego público

14/09/2017

O Prefeito Roberto Naves (PTB) encaminhou à Câmara Municipal um projeto promovendo modificações na Lei Complementar 279/2...

Aumenta demanda por atendimento

08/09/2017

Revelados nesta segunda feira (4), pela dirigente do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Eriz...

Prazo para adesão próximo de acabar

31/08/2017

Contribuintes que estão inadimplentes com a Prefeitura de Anápolis têm até o dia 14 de setembro para quitar suas dívidas...

Ação contra Carla Santillo prescreveu

31/08/2017

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) entendeu estar prescrita a ação em desfavor de Carl...