(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Nova proposta de combate à violência na Cidade

Geral Comentários 14 de setembro de 2015

Projeto, que visa a paz, é desenvolvido com mensagens em redes sociais, manifestações públicas e um aplicativo eletrônico


A ideia é nova... Tem menos de 60 dias, mas já ganhou milhares de adeptos nas redes sociais. A página do Facebook intitulada ‘Paz Anápolis’ tem mais de dois mil seguidores. Nela, alguns vídeos publicados alcançaram mais de 40 mil visualizações. O projeto Paz Anápolis, em pouco tempo, ganhou simpatizantes não só em Anápolis, mas em todo o Estado.


O projeto de enfrentamento à violência surgiu depois que o pastor da Igreja Shalom, Cláudio Romero, ouviu alguns relatos de vítimas. “Têm algumas pessoas da minha igreja que, infelizmente, foram atingidas pela violência. Então, resolvi criar um projeto para enfrentar essa situação”, explica.


A ideia do pastor ganhou adeptos. São pessoas de todas as idades, sexos, classes sociais e tem como objetivo promover a paz e combater a violência, geralmente estimulada pelas drogas. As campanhas usam mensagens de tolerância em situações de conflito, buscando evitar a violência e gerar uma comoção popular que obrigue o poder público a tomar medidas mais severas em defesa da população.


No projeto Paz Anápolis são apresentados números da violência. Segundo a justificativa da proposta, nos últimos três anos, o número de homicídios cresceu 36% em Anápolis e o de latrocínios (roubo seguido de morte) teria aumentado 55%. “São dados impressionantes para uma cidade com cerca de 350 mil habitantes. Isto representa uma taxa de 46,7 homicídios por cada 100 mil habitantes”.


Eventos


Além de divulgação em redes sociais, o projeto pretende engajar a população e o poder público através de várias ações. A primeira acontece no próximo dia 12, com um ato simbólico da cruz, no Parque Ipiranga. O grupo irá colocar 157 cruzes representando as 157 vítimas de homicídio em 2014.


No dia 13, a ideia é mobilizar igrejas, pastores e sacerdotes de igrejas católicas para que juntos, seja realizado um dia de jejum e oração em favor de Anápolis. Um vídeo que circula pelas redes sociais pede para que todos parem neste dia para orarem por 10 minutos contra a violência.


No dia 19 de setembro, uma caminhada pela paz será feita pelas principais ruas de Anápolis. O ponto de partida é a Praça Bom Jesus com destino à Praça Dom Emanoel. Lá serão soltos 157 balões brancos como símbolo da paz.


Neste mesmo dia, ao final da caminhada, será lançado um aplicativo eletrônico usado para monitoramento geográfico e real da violência. Nele, todas as vítimas de todo e qualquer tipo de violência que, antes, se mantinham no anonimato, poderão se manifestar. “Isto significa que haverá um mapeamento real da violência nos bairros e ruas. Desta forma, as autoridades é que virão até nós, porque o aplicativo é uma ferramenta tecnológica fantástica no combate à violência e as autoridades vão precisar usar essa ferramenta”, explica Cláudio Romero.

Autor(a): Ana Cláudia Oliveira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

PROCON vê medidas para impedir os abusos nos preços

16/11/2017

A superintendente do Procon Goiás, Darlene Araújo, afirmou na última terça-feira, 14, que, em conjunto com a Delegacia do...

Dona de casa tem direito aos benefícios do INSS?

16/11/2017

A Previdência Social é o ombro amigo da população brasileira, e tem como um dos princípios a solidariedade que busca amp...

Conferência debate os rumos da saúde

16/11/2017

A 10ª Conferência Municipal de Saúde será realizada nos dias 04, 05 e 06 de dezembro próximo. Na oportunidade, serão de...

Joanápolis sedia a Festa do Milho

16/11/2017

Agregar valor à produção local e movimentar a economia. É com este objetivo que a Prefeitura, via Secretaria Municipal de...