(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Nova modalidade para tratamento na Rede Municipal

Geral Comentários 08 de fevereiro de 2019

Projeto piloto será desenvolvido em diversas unidades


O Núcleo de Apoio à Saúde da Família e Atenção Básica (Nasf-AB) da Secretaria Municipal de Saúde, que tem como objetivo realizar a prática interativa complementar para apoio à população, está oferecendo um método para melhorar a qualidade de vida dos anapolinos. Ele consiste no procedimento de auriculoterapia, técnica de usar pontos na pele da aurícula (ouvido externo) para diagnosticar e tratar dores do corpo, também conhecida como medicina auricular.
Muitas pessoas utilizam essa terapia para promover o alívio de dores, enxaqueca, insônia, vícios e também problemas de caráter psicológico, o que proporciona excelentes resultados. O tratamento de auriculoterapia na rede municipal ainda está iniciando. Por enquanto, é feito nas unidades de saúde do Bairro Paraíso, Vila União, Calixtópolis e Vivian Parque, região de abrangência do Nasf-AB 3. O atendimento é realizado pela farmacêutica especializada em auriculoterapia, Ludmilla de Faria, mas a proposta é capacitar mais profissionais para estender o tratamento.
Ludmilla de Faria explica que, ao avaliar o paciente, são selecionados os pontos mais adequados na orelha e colocadas sementes de argila que podem ser aquecidas ou não, e que ficam na pele durante cinco a sete dias. O próprio paciente faz a pressão sobre o ponto três vezes ao dia. Ao final da semana retorna na unidade para fazer a troca ou retirada das sementes.
De acordo com o fundamento da técnica de auriculoterapia, o corpo humano pode ser representado na orelha, no formato de um feto e, por isso, cada ponto se refere a um órgão específico. Assim, quando esse ponto é estimulado, é possível tratar problemas ou aliviar sintomas. Os pacientes só podem participar da auriculoterapia se forem encaminhados pelos médicos, como uma forma de tratamento complementar.
Segundo a psicóloga e coordenadora do Nasf-AB, Hevelim Rótulo, o atendimento de auriculoterapia é realizado em formato de rodízio, sendo oferecido uma vez por semana em cada bairro de abrangência da região 3, onde foi implantado.
São cinco equipes do Nasf – AB espalhadas pela cidade. Os profissionais que as integram são das mais variadas áreas como fisioterapeutas, farmacêuticos, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais e educadores físicos. A cada dia da semana as equipes passam por bairros realizando os atendimentos.

Nasf
Os Núcleos de Apoio de Saúde da Família foram criados pelo Ministério da Saúde em 2008. Configuram-se como equipes multiprofissionais que atuam de forma integrada com as equipes de atenção básica e Saúde da Família.
Esta atuação integrada permite realizar discussões de casos clínicos, o atendimento compartilhado entre profissionais tanto na unidade de saúde como nas visitas domiciliares, a construção conjunta de projetos terapêuticos de forma que amplia e qualifica as intervenções no território e na saúde de grupos populacionais. Essas ações de saúde também podem ser intersetoriais, com foco prioritário nas ações de prevenção e promoção da saúde.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Copa Sesc recebe inscrições até o dia 25 próximo

17/04/2019

Um dos maiores eventos esportivos no Estado, a Copa Sesc já está com inscrições abertas para esportes coletivos e individ...

Policial de Anápolis está no epicentro da crise entre o STF e a Procuradoria

17/04/2019

Um policial civil de Anápolis está entre os investigados no inquérito aberto pelo ministro do Supremo tribunal Federal, Al...

Procon alerta sobre preço de peixes

13/04/2019

Tradicional, a Semana Santa está chegando e a tendência é de aumento da demanda por pescados. Por isso, a Secretaria Munic...

Cadin Estadual tem quase 130 mil inscritos

13/04/2019

O Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais, o Cadin Estadual, completou, recentemen...