(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Notificação compulsória para violência contra menores

Violência Comentários 23 de agosto de 2013

Proposta do Deputado Estadual Carlos Antonio visa melhorar o atendimento às vítimas


O Deputado Estadual Carlos Antonio (PSC), apresentou projeto de lei que dispõe sobre a obrigatoriedade do preenchimento da notificação compulsória nos casos de violência contra criança e adolescente, quando atendidos nos serviços de saúde públicos e privados do Estado de Goiás.
“A violência e maus-tratos contra criança e adolescente é um problema que a cada dia se agrava mais em nossa sociedade, provocando lesões e traumas físicos e emocionais que deixam sequelas por toda a vida,” diz o parlamentar.
Carlos Antonio, que preside a Comissão da Criança e Adolescente da Assembleia Legislativa, lembra que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) já prevê, em seu art. 13, que os casos de suspeita ou confirmação de maus-tratos contra criança ou adolescente serão obrigatoriamente comunicados ao Conselho Tutelar da respectiva localidade, sem prejuízo de outras providências legais.
“Diante disso, os profissionais de saúde não podem deixar de enfrentar – ao lado de outros setores governamentais e não governamentais – esse grave problema, passando a ser um dever, não só prestar assistência médica, mas também notificar os casos de violência e maus-tratos, já que, por estarem na condição de pessoas em desenvolvimento, as crianças e adolescentes precisam ser respeitados e protegidos”, enfatiza.
Coloca ainda que para o preenchimento da notificação compulsória será utilizado o formulário próprio constante do Anexo da Portaria nº 1968/2001 – MS/GM, de 25 de outubro de 2001, que dispõe sobre a notificação às autoridades competentes, de dados de suspeita ou de confirmação de maus-tratos contra criança e adolescente atendidos nas entidades do Sistema Único de Saúde.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Anápolis aparece em relação das cidades mais violentas do Brasil

09/06/2017

Em 2015, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes de Anápolis, ficou em 40,9. Somada às Mortes Violentas com Causa Inde...

Governo diz que Goiás é um dos estados com menor índice criminal

09/06/2017

Os índices de criminalidade em Goiás apresentam queda sequenciada a partir de 2016. Na comparação entre janeiro e maio de...

Judiciário quer ações práticas para reduzir criminalidade em Anápolis

02/06/2017

A busca de soluções para o crescente aumento do índice de criminalidade em Anápolis foi debatida no final da tarde da úl...

Emanuelle Muniz e Emanuelle Ferreira: passageiras da agonia

04/05/2017

Emanuelle Muniz Gomes tinha 21 anos. Era transexual. Bela; extrovertida; meiga, alegre e filha carinhosa. Apesar da pouca ida...