(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Notas Gerais - Ed. 391

Causos de Polícia Comentários 09 de novembro de 2012

Notas Gerais


Levaram a moto
Ângela, que mora no Vivian Park, tinha o maior zelo por sua moto Honda Biz, cor rosa, placa NWH 2382. Tanto é que a guardava dentro de casa, em seu quarto de dormir. Mas, nem isto conseguiu impedir que a motoca fosse roubada. O roubo aconteceu pela manhã. Ângela disse ao Cabo Xavier que não desconfia de ninguém. O policial ainda fez um intenso patrulhamento para ver se encontrava a moto, mas em vão.

Deu sorte
Heleno, 35 anos, pegou a bicicleta de Adriano, 30 anos, para dar umas voltas. Mas, sem comunicar com ele. Aliás, os dois nem se conhecem. Foi na Rua 14 de Julho, centro da Cidade. Quando Adriano viu que sua bike havia desaparecido, ligou para o 190. O Cabo Alessandro e o Soldado Ribeiro, que faziam o patrulhamento na região do Mercado do Produtor, viram alguém conduzindo uma Monark azul/vermelha, igualzinha à descrita pelo rádio do COPOM. E não é que se tratava da dita cuja? Feita a abordagem, Heleno não teve como negar. Foi preso e autuado em flagrante. A bike devolvida a Adriano.

Coisa feia
Wagner, 28 anos e Paulo, 33 anos, são irmãos. Mas, nem parece. Esta semana, os dois se desentenderam e foram às vias de fato. Cada qual pegou uma faca, parecendo briga de cangaceiro. Os vizinhos chamaram a Polícia e imediatamente surgiu a viatura com os soldados Lima e Jefferson, evitando uma tragédia em família. Motivo da briga entre os dois? Uma conta de aluguel e um telefone celular pertencente à mãe de ambos. Aconselhados pelos PMs os dois entregaram as facas e ficaram de resolver o caso na justiça. Menos mal.

Assaltada
Gilcilene trabalha numa panificadora no Setor Jamil Miguel. Seis e dezoito da tarde, chegou por lá um elemento de cabelos amarelos, com uma baita faca na mão. Queria dinheiro e disse que estava com pressa. Gilcilene, coitada, não teve o que fazer. Entregou R$ 800 ao bandido que entrou em um FIAT Uno vermelho e sumiu na escuridão. Ele é magro e alto. Só isso que deu para a comerciante perceber. E foi só isso que ela contou ao soldado Antunes que foi em seu socorro.

Perdeu o note book
Orivan trabalha em uma empresa no Calixtolândia. Esta semana, final do expediente, ele se preparava para ir embora. Quando entrou no carro, viu que seu note book não estava lá. Olhou direitinho e notou que a porta não fora arrombada. De quebra, os ladrões levaram, também, um toca CD de marca Pionner e uma pirâmide de som. O Soldado Antunes, que atendeu à ocorrência, orientou ao Orivan para que não deixe mais objetos de valor à mostra no carro. Foi só o que ele pôde fazer.

Marcou, dançou...
Márcio estava em um Voyage de cor prata nas proximidades do Aeroporto Civil de Anápolis. Nisto, passou o Soldado Harley e decidiu dar uma geral no rapaz. Ele, ao ver a viatura se aproximar, ligou o carro e saiu em disparada. O policial saiu atrás. Corre daqui, pega de lá e Márcio não parava. Foi até que, inadvertidamente, ele bateu contra o guard rail nas proximidades do Viaduto Ayrton Senna. Aí, parou... O policial Harley tinha razão. Márcio estava armado com um revólver 38. Na checagem de seus dados, constatou-se que ele responde a um monte de processos, inclusive por estelionato; lesões corporais e outros. Fo autuado em flagrante por porte ilegal de arma.

Covardia
Onze da noite, no Bairro Santo André. Regina estava seguindo tranquilamente, quando foi abordado por dois elementos. Eles queriam conversar com ela e, além de conversar, ficaram interessados em sua bolsa. Regina disse que não entregaria. Sabem o que os dois bandidos fizeram? Jogaram álcool em Regina e riscaram o fósforo. Ela ficou queimada nas costas e nos braços. Quando Thiago, amásio de Regina, chegou, ela estava chorando, sentada na calçada. Ele chamou a polícia e foi atendido pelo Soldado Harley. Regina foi para o Hospital de Queimaduras.

Prejuízo
Maria José, 58 anos, foi a uma agência bancária do centro e sacou R$ 850. Saiu do banco e ia embora, quando nas proximidades do Hospital Evangélico, foi abordada por um elemento moreno, magro, com ar de simplicidade, dizendo que havia sido sorteado e que não sabia como receber o prêmio de alto valor. Ela parou para dar atenção ao estranho. Foi o fim... Em segundos, não se sabe de onde, apareceu outro malandro, este de cabelos grisalhos, entrando na conversa. Ele pediu a Maria José para ajudar ao “inocente”. Ela votou com a dupla ao banco e, por orientação dos marginais, fez um empréstimo de R$ 7 mil. Envolvida pela dupla, quando se deu conta, Maria José estava no meio da agência, com um envelope em branco nas mãos. Os bandidos evaporaram levando, além dos R$ 7 mil do empréstimo, mais R$ 850 que ela havia sacado antes. Ocorrência atendida pelo Cabo Wanderley e pelo Soldado Nunes

Fogo no carro
Adriano disse ao Sargento Félix e ao Soldado Claudivino que dois desconhecidos pularam o muro de sua residência, no Novo Jundiaí e, com um galão contendo gasolina, derramaram o inflamável em seu carro, um Pálio de cor prata. O veículo teve o estofamento, parte do motor e a pintura queimados. O vizinho de Adriano, Fábio, viu tudo e contou para ele.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.627

22/06/2017

Causos de Polícia...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.626

15/06/2017

Causos de Polícia...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.624

09/06/2017

Causos de Polícia...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.624

02/06/2017

Casos de Polícia...