(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Notas Gerais - Ed. 366

Causos de Polícia Comentários 18 de maio de 2012

Notas Gerais


Quase roubado
Willian é dono de uma loja de máquinas na Vila Miguel Jorge. Esta semana ele estava tranquilo em seu estabelecimento, quando um indivíduo apareceu do nada e deu-lhe voz de assalto. Era Carlos Moreira, 28 anos, que tem por ofício levar para casa as coisas alheias. Estava levando R$ 2.290,00, tudo o que tinha no caixa. Desesperado, Willian ligou para o 190 e não é que os soldados Ribeiro e Elismar, prontamente compareceram? Ao fazerem um patrulhamento, localizaram o autor, que foi preso em fragrante. De certo vai ficar um bom tempo sem assaltar as pessoas de bem.

Negócio enrolado
Creonco mora na Vila Mariana. Ele vendeu um carro para um desconhecido e recebeu quatro folhas de
cheques, totalizando R$ 3,5 mil. Foi ao banco e quase caiu de costas. Os cheques eram roubados. No dia seguinte, viu o veículo com Wender, que afirmou haver adquirido o mesmo de Lindomar. Confusão feita, polícia acionada. O Cabo Moisés e a Soldado Eliana compareceram e levaram todo mundo para a Delegacia.

Comércio ilícito
O Cabo Ribeiro e o Soldado Maciel foram informados pelo GENARC sobre uma “boca de fumo” no Conjunto Nações Unidas. E, era verdade. Compareceram ao local e encontraram Lucas, que confirmou estar com dois tabletes de maconha, mas que era para consumo próprio. Os policiais não acreditaram. Com o flagrante, não restou alternativa que não fosse encaminhá-lo para a delegacia, onde foram tomadas as providências de costume.

Mais drogas
Outro flagrado portando drogas foi Franco Vinícius. Ele foi abordado pelo Cabo Íris e pelo Soldado Barreto, na Avenida Brasil Sul. Nos bolsos de suas calças foram encontradas substâncias semelhantes a maconha. O abordado não resistiu à prisão e foi levado para o Plantão de Polícia para dar explicações ao delegado.

Atrevido
Valdete mora na Vila Miguel Jorge. Esta semana, contratou um desconhecido para podar uma árvore em sua propriedade. Pagou pelo serviço e achou que estava tudo certo. Mas, à noite, o contratado retornou, querendo mais dinheiro. Portando uma faca de mesa, ele conseguiu levar mais R$ 15. Valdete não sabe o nome, nem o endereço do agressor. Os soldados Lima e Soares foram dar-lhe assistência, iniciando um patrulhamento por toda a região, mas não encontram o acusado.

Nervoso no hospital
Samuel tomou umas a mais e foi levado para atendimento em um hospital do centro da Cidade. Em lá chegando, ficou nervoso e começou a ameaçar as pessoas. O médico de plantão foi obrigado a aplicar-lhe uma injeção de glicose. Logo, apareceu um sobrinho de Samuel e queixou-se que o doutor não perguntou a Samuel se ele era diabético ou se tinha problemas de pressão. O Sargento Araújo esteve no local e contornou a situação. Samuel foi levado para casa.

Roubo na clínica
Gabriela e Anna Emília dirigentes de uma clínica no Bairro Jundiaí, foram surpreendidas no dia 15 por dois indivíduos, com cara de poucos amigos, que anunciaram um assalto. Do anúncio para a ação foi coisa de segundos. Ambos estavam portando revólveres e ameaçaram matar as duas caso elas gritassem. Elas não gritaram e eles levaram R$ 720 em dinheiro, mais três aparelhos celulares. Depois do susto, as duas chamaram a RP e foram atendidas pelos soldados Alcântara e George.

Folgadões
Ruel e Rafael, que poderiam formar uma dupla sertaneja, resolveram formar uma dupla de assaltantes. E, escolheram uma loja de calçados na Avenida Mato Grosso para a primeira “operação” do dia. Chegaram ao estabelecimento e renderam as vendedoras Priscila e Maria Celeste, assim como o cliente Joel. Depois do roubo, fugiram, como nos filmes policiais. Mas, também, como nos filmes policiais, o Cabo Íris e o Soldado Barreto chegaram e entraram em ação. Em pouco tempo, os assaltantes estavam algemados. Levados à delegacia, os dois acabaram sendo autuados em flagrante.

Muitas mortes
Situação preocupante em Anápolis. Esta semana, completaram-se 50 crimes de morte em 2012, uma média superior a dez assassinatos por mês. No ano passado o total foi de 89 homicídios. A maioria absoluta, segundo a Polícia, envolvendo o narcotráfico.

Assaltada
Onze e meia da noite e Sejane transitava pela Avenida Brasil Sul, Parque São João. De repente, foi abordado por Thiago Francisco que queria roubar-lhe a bolsa onde estavam um telefone celular, seus documentos pessoais e uma pequena quantia em dinheiro. Para a sorte dela, os soldados Neto e Barreto, também, estavam trafegando, justamente, naquele horário e naquele local. Viram a moça gritando desesperadamente e foram socorrê-la. Thiago foi detido alguns metros adiante e levado para a Delegacia Geral. Sejane teve seus pertences de volta.

Assalto
Leonardo trabalha como entregador de cigarros. No último dia 15 ele estacionou o veículo IVECO, de cor branca, próximo à Praça Oeste, quando foi abordado por cinco elementos em um Corsa e um caminhão HR/ Hyundai. Foi sequestrado e levado para a região do Bairro São Jorge. Os bandidos roubaram R$ 3 mil, mais duas caixas de cigarros. O Sargento Godoy e o Soldado Nunes prestaram atendimento à vítima.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...