(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Notas Gerais - Ed. 360

Casos de Polícia Comentários 30 de maro de 2012

Notas Gerais


Assaltada
Helena Maria, comerciante no Vivian Park, viu quando dois elementos chegaram. Pensando que fossem clientes, foi atendê-los mas maior boa vontade. E, não é que os dois, com uma faca e um revólver, deram-lhe voz de assalto? Helena ficou sem um aparelho celular e mais R$ 200 em dinheiro vivo. O Sargento Jeneildo e o Cabo Marques atenderam à ocorrência:

Cachorro roubado
Daniela tinha um cachorro. No dia 27 de março ele sumiu. Fazendo uma investigação pelo bairro São Joaquim, Daniela descobriu que Roberto, seu vizinho havia roubado o titiu. Chamou o Soldado Gilvane e este deu um aperto em Roberto. Foi quando descobriram que Roberto havia vendido o cãozinho por R$ 40 para Márcio Antônio. Todo mundo levado para o Primeiro Distrito Policial

Visita indesejada
Sebastião Júnior, na falta de coisa melhor para fazer, resolveu furtar em algumas residências do Jardim Samambaia. A primeira delas foi a casa de Ana Rita. Depois foi na residência de Sérgio. Levou caixa térmica; mochila; par de chuteiras; bermudas; bijuterias além de outros objetos. Chamaram a Polícia e ele foi detido em flagrante. Puxaram sua ficha e descobriram que Sebastião já responde por um homicídio. Só não sabem por que ele estava solto. O Sargento Teixeira comandou a diligência.

Deu sorte
Edvânio Cardoso trabalha em uma Kombi de transportar malotes. No dia 27, terça-feira, seis e meia da tarde, ele estava em frente ao Banco Itaú, na Avenida Pedro Ludovico quando, do nada, surgiram dois elementos e, de arma em punho, deram voz de assalto. Levaram o veículo com vários malotes. Mais tarde, por volta de oito da noite, a referida Kombi foi encontrada abandonada na Avenida Contorno, no centro da Cidade. E, com os malotes em seu interior.

Assaltado na rua
Samuel vinha caminhando tranquilamente pela Rua Desembargador Jaime, curtindo a noite fria de terça-feira. De repente, parou em sua frente um indivíduo que, de faca na mão, levou seu relógio, sua blusa e o tênis que ele usava. Ficou desorientado e chamou a RP comanda pelo Cabo Wilson que nada pôde fazer.

Ficou sem o som
Geraldo Carlos foi visitar o pai que estava internado no Hospital São Zacharias. Deixou seu carro, um Santana, estacionado bem em frente. Quando voltou, viu que um dos vidros estava arrombado. E que haviam levado seu aparelho de som. Não adiantou lamentar. O Cabo Wanderley e o Soldado Correia foram dar-lhe assistência.

Vacilou, dançou
Itamar estava dando sopa no Setor Aeroproto, quando viu uma viatura da PM. Depressinha escondeu-se no mato, mas não notou que os policiais já o haviam avistado. Corre daqui, corre dali, e ele acabou sendo detido. Itamar, que tem 28 anos, é autor de uma série de delitos e tinha um mandado de prisão contra si. O mandão foi cumprido pelo Cabo Rodrigues e pelo
Soldado Francione.

Meninos levados
Mereom e Patrícia são professoras de uma escola no Parque Brasília. Esta semana as duas chamaram o Sargento Edvaldo e o Soldado Lusimar e reclamaram que dois garotos e duas garotas, estudantes da referida escola, estavam atirando pedras em seus carros (um Pálio e um Uno) que estavam no pátio e ficaram com estragos na pintura. Os garotos têm entre 10 e 16 anos Fazer o quê?

Quarteto fantástico
Alef; Igor, Diórgenes e Tiago, ocupando um Monza e um Gol, decidiram furtar aparelhos na torre de uma operadora de telefonia celular, na Vila Mariana. E furtaram duas baterias e cinco equipamentos conhecidos como interfaces óticos. Já iam embora, quando foram abordados pelo Cabo Xavier e pelo Soldado Hercílio. Não conseguiram explicar o que faziam com os equipamentos e foram levados ao primeiro Distrito.

Vizinhos cruéis
Ao que parece, algum vizinho não gosta de Dona Neida, moradora do Polocentro. Esta semana ela chamou os soldados Plínio e Fontinele para reclamar que quebraram os vidros do portão de sua casa com pedras atiradas do meio da rua. E disse que não foi a primeira vez que isto aconteceu. Os policiais passaram-lhe o número do celular que fica na viatura para que, em caso de nova tentativa, ela ligue imediatamente, pois não havia mais nada o que fazer.

Crime de ameaça
Michael, Marcos e Deusdeth foram tirar satisfação com o Soldado PM Celismar, que havia dado suporte na operação recolhimento de um carro em situação irregular para o pátio da CIRETRAN. Cumprindo o que deve ser feito, o soldado Celismar procurou o Plantão Policial e denunciou os três por ameaças. A coisa, agora, vai para a esfera judicial. Vem problema por aí.

No posto
No dia 26, segunda-feira, o Cabo Paiva e o Soldado Elismar forma acionados atender à ocorrência de um assalto na Rua José Neto Paranhos, Jundiaí, onde dois ladrões, ocupando uma moto vermelha, levaram R$ 300 reais de um posto de gasolina.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Casos de Polícia

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.619

27/04/2017

Casos de Polícia...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.617

12/04/2017

Casos de Polícia...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.616

07/04/2017

Casos de Polícia...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.614

23/03/2017

Casos de Polícia...