(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Notas Gerais - Ed. 338

Causos de Polícia Comentários 28 de outubro de 2011

Notas Gerais


“Empresário”
O Grupo Especial de Repressão a Narcóticos de Formosa, prendeu José Vieira de Carvalho Filho, vulgo Zequinha, pelos crimes de associação, tráfico e financiamento de drogas. Ele é considerado um dos maiores traficantes do entorno de Brasília. O preso foi investigado durante nove meses e os policiais constataram que ele incentivava pequenos traficantes e recrutava menores para fazer o trabalho de entrega das drogas. Zequinha gerenciava o negócio como se fosse uma empresa, na qual os auxiliares tinham papéis bem definidos e desempenhavam as funções de olheiros, mensageiros, contabilistas e telefonistas.

Mistério
Wellington Cardoso da Silva, 34 anos, comprou uma moto. Deu uma parte em dinheiro e ficou de quitar o restante assim que recebesse os documentos. No dia seguinte descobriu que a moto tinha ocorrência de furto e buscou o vendedor para desfazer o negócio. Marcaram um local para se encontrarem no centro de Anápolis. Só que, depois disso, ele não foi mais visto. Na quarta-feira, 26, o corpo de Wellington foi encontrado próximo a Joanápolis cheio de tiros e facadas. Da moto e do vendedor, nem sinal. A Polícia está investigando.

Crueldade
No Rio de Janeiro a dona de casa Ana Paula de Oliveira Silva, de 28 anos, queimou rosto do próprio filho, de 09 anos, por este haver furtado o telefone celular de um vizinho. A mulher foi presa em flagrante e confessou o crime, dizendo que ficou transtornada quando soube que o filho praticara o furto, que está muito arrependida e que nunca havia torturado os filhos (ela tem outro de 11 anos). O fato aconteceu no bairro de Realengo, esta semana. O menino ficou com uma cicatriz rente ao olho direito. A mãe, caso seja condenada, pode pegar, até, 10 anos de prisão.

Matou por R$ 50
Ícaro Braga do Nascimento só tem 18 anos. Mas é de uma valentia sem comparação. Ele matou o antigo companheiro Fabrício D’Abadia de Souza, 29 anos, vulgo “Tcheca”,
Com vários golpes de faca. O crime aconteceu esta semana em Anápolis e chocou os policias pela frieza do réu confesso.

Ficou louca
Francisca de Maria Gomes Borges, moradora na Vila São José, em Goiânia, teve um surto de agressividade e começou a colocar fogo em sua própria caminhonete, uma S-10. A Polícia foi chamada e, quando a primeira viatura chegou, ela, totalmente descontrolada, agrediu os agentes. Quando o tenente João Afonso Berquó tentou imobilizá-la com uma pistola que dispara choque elétrico, a mulher jogou álcool contra o militar. Com a faísca da arma, houve a explosão e o tenente teve 35 por cento do corpo queimado. Dois outros PMs, também, sofreram queimaduras superficiais.

Levou as jóias
Nayca Morgana de Bastos tem 25 anos e era, a princípio, uma mulher acima de qualquer suspeita. Era, pois esta semana ela foi presa, acusada de furtar nada menos que R$ 100 mil em jóias, na residência de uma conhecida. O crime foi desvendado pelo bacharel Manoel Vanderic Filho, do Sexto DP. Nayca, aproveitando-se da ausência da dona da casa e da confiança de alguns operários que faziam uma reforma no imóvel, entrou sorrateiramente e levou as jóias. Detida ela levou os policiais a uma joalheria da Cidade, onde a dona das jóias reconheceu parte do produto furtado. Nayca foi levada para a Casa de Prisão Provisória, em Aparecida de Goiânia, pois a Ala Feminina da Cadeia Pública de Anápolis, inaugurada há poucos meses, já está com a capacidade, de 30 detentas, esgotada.

Inacreditável
Em Piracicaba, interior de São Paulo, esta semana, um garoto de três anos de idade foi preso e levado à delegacia por agentes da Guarda Municipal. É que a criança, aluna de uma creche que funciona na região central daquela cidade, é hiperativa e agrediu a professora. Esta, chamou a diretora que pediu ajuda à Guarda Municipal. Foi todo mundo parar na delegacia. A família ficou revoltada e, embora reconheça que o garoto é “muito custoso”, achou um exagero chamar a polícia para contê-lo.

Roubo de armas
Na cidade de Formosa, entorno de Brasília, ladrões invadiram a sede do 16° Batalhão de Policia Militar e furtaram 51 armas que estavam sob a guarda da PM. Eram revólveres; espingardas, pistolas, carabinas e outras, que faziam parte de inquéritos e processos criminais. Antes, já haviam sido furtadas outras 48 armas, no IML daquela cidade. Também armas que estavam guardadas para perícias. Apenas uma delas foi recuperada. Aconteceu no começo da semana. O revólver foi encontrado em poder de um rapaz de 17 anos, apreendido por tráfico de drogas.

Bang Bang
Parecia um filme policial com Bruce Willis. Tiro pra tudo que era lado. Foi na sexta-feira, 21, no meio da tarde, nas proximidades do Parque da Matinha. A Polícia estava no encalço de uma quadrilha que acabara de assaltar uma loja de pneus na Avenida Brasil. Encurralados, os bandidos reagiram à bala, ferindo três policiais: Sargento Josias, Cabo Aurélio e Cabo André. Mas, os assaltantes Rafael Marques, 26 anos e Wesley Brandão, 21 anos, morreram na troca de tiros. Outro integrante do bando, Darlan dos Santos, 21 anos, foi preso. Eram, todos, da Vila Aurora, em Goiânia.
Colaborou Renato Campos

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...