(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Índice de agressões contra o sexo feminino está menor na Cidade

Segurança Comentários 24 de novembro de 2017

Delegacias especializadas vão realizar envento para lembrar o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher


Para lembrar o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher, as delegacias especializadas de Atenção à Mulher (DEAM) e de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) realizam uma ação na Praça Americano do Brasil, no centro de Anápolis. O objetivo é conscientizar a população sobre o combate à violência contra a mulher, à criança e ao adolescente. O trabalho, que terá início às 9 horas e se estenderá até 16h30, atenderá a população com informações e também, se necessário, registrará ocorrências urgentes e encaminhará as menos urgentes para outras delegacias da cidade. A equipe de escrivães e agentes será coordenada pelas delegadas Marisleide Santos (DEAM) e Cynthia Cristyane (DPCA).
O dia 25 de novembro é o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher. Na 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Anápolis, os números indicam redução de registros de casos de violência contra a mulher, segundo dados do Núcleo de Estatística e Análise Criminal, ligado à Gerência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSAP).
Tomando como base os 10 meses de 2017 (janeiro a outubro), em comparação com o mesmo período do ano passado, na 3ª Regional de Anápolis, que envolve os municípios de Anápolis, Abadiânia, Corumbá, Goianápolis, Goianira, Inhumas, Itauçu, Araçu, Nerópolis, Nova Veneza, Petrolina, Campo Limpo, Ouro Verde, Pirenópolis, Silvânia, Leopoldo de Bulhões, Gameleira e Terezópolis, nos 10 primeiros meses de 2016 houve 1.932 registros de violência contra a mulher. Já de janeiro a outubro deste ano foram 1.482 registros, uma redução de 23,29%.

Anápolis
Com relação apenas à cidade de Anápolis, a redução foi de 33,47%, com base nos 10 primeiros meses dos anos de 2016 e 2017. Em 2016 foram 1.267 registros, contra 843 de 2017.
No que tange especificamente à Delegacia Especializada de Atenção à Mulher de Anápolis (DEAM), foram registrados, nos 10 primeiros meses de 2016, 143 Autos de Prisão em Flagrante (APFs), e em 2017, para o mesmo período, foram 134 APFs, sendo possível ver que houve também aí, uma diminuição de 6,3% nos registros de flagrantes.
Com relação aos inquéritos instaurados pela DEAM, também houve uma redução de 28,81%, levando em consideração o mesmo período (janeiro a outubro). Nos 10 meses de 2016 foram instaurados 368 inquéritos, contra 262 de 2017.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Acidente com professora que caiu de moto causa comoção em Anápolis

17/04/2019

Um acidente trágico ocorrido na última segunda-feira, 15, tirou precocemente a vida da professora Thalita dos Santos Bueno,...

Centro de Inserção Social é uma bomba prestes a explodir, assegura advogado

05/04/2019

O presidente do Conselho da Comunidade de Execução Penal da Comarca de Anápolis, advogado Gilmar Alves, fez na manhã dest...

Novo Delegado Regional recebe visita de vereadores

29/03/2019

O delegado Pedro Caires, titular da 3ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Anápolis, recebeu, na tarde da última quart...

Júri condena membros dos “Três Patetas”

29/03/2019

O Tribunal do Júri da comarca de Posse, localizada no Nordeste goiano, condenou Florisvan Guedes da Silva, integrante do gru...