(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Núcleo combaterá corrupção e drogas

Geral Comentários 24 de janeiro de 2019

Assunto será discutido em nível federal


O governador Ronaldo Caiado defendeu a integração, em Goiás, da Polícia Federal, Receita Federal e Secretaria da Fazenda, em um núcleo de inteligência com as polícias Civil e Militar, tendo em vista o combate sistemático às drogas e ao crime de corrupção. “É inaceitável que penitenciárias sejam o quartel-general da bandidagem em nosso Estado, em nosso País. Essa é a indignação maior”, afirmou. Ele pretende, imediatamente, dialogar sobre a iniciativa e solicitar ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para que indique representantes para a ação conjunta.
O governador assegurou, também, que é preciso “identificar o foco do enriquecimento ilícito, do dia para a noite, daqueles que todo mundo conhece. Na próxima reunião, quero mostrar que nós estamos chegando aos cabeças, que são responsáveis por usar o crime para benefício próprio, e mantendo essas quadrilhas circulando pelo Estado”.
As declarações foram feitas na terça-feira, 22, na Secretaria de Segurança Pública, durante apresentação da operação que desarticulou quadrilha especializada no roubo a bancos mediante explosão de caixas eletrônicos. Ao cumprimentar os comandantes da Polícia Militar, delegados da Polícia Civil, serviço de Inteligência e as forças que atuaram na missão, Caiado destacou que já está incluído no orçamento, que deve ser aprovado até o final do mês, o reajuste salarial “para que não tenha terceira classe na minha polícia, em local algum do Estado”. Segundo ele, “essa categoria não existirá mais. Todos terão dignidade”.
Caiado foi contundente ao afirmar que “ninguém vai causar a desestabilização das forças de segurança sob meu comando. Vocês têm o apoio integral do governador. É para continuar atuando com a mesma intensidade com que estão agindo”. De acordo com ele, “além de prender os que estão hoje no comando do crime organizado, vocês também abortaram outros crimes que seriam praticados. É esse trabalho preventivo que tem que ser reconhecido. As polícias Militar e Civil estão à frente. Já não ficam mais na esteira do que o crime organizado vai determinar no Estado”.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Copa Sesc recebe inscrições até o dia 25 próximo

17/04/2019

Um dos maiores eventos esportivos no Estado, a Copa Sesc já está com inscrições abertas para esportes coletivos e individ...

Policial de Anápolis está no epicentro da crise entre o STF e a Procuradoria

17/04/2019

Um policial civil de Anápolis está entre os investigados no inquérito aberto pelo ministro do Supremo tribunal Federal, Al...

Procon alerta sobre preço de peixes

13/04/2019

Tradicional, a Semana Santa está chegando e a tendência é de aumento da demanda por pescados. Por isso, a Secretaria Munic...

Cadin Estadual tem quase 130 mil inscritos

13/04/2019

O Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais, o Cadin Estadual, completou, recentemen...