(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

“Não há excesso de liberdade, se aqueles que são livres, forem responsáveis. O problema é liberdade sem responsabilidade”. (Milton Friedman)

Contexto Político Comentários 29 de janeiro de 2010


Bom momento
Inegavelmente, Anápolis vive um bom momento. As atenções administrativas, e políticas, do Estado, voltaram-se para o município, que, por sinal, vinha sendo colocado à margem das grandes discussões. Convencionou-se que para se obter alguma coisa, era necessário que as lideranças anapolinas colocassem “o chapéu debaixo do braço” e se postassem em intermináveis filas de esperas nas antessalas dos gabinetes palacianos em Goiânia, ou Brasília. Este sentimento melhorou, muito, de uns tempos para cá.
E preciso, agora, entretanto, que a autoestima que os anapolinos vinham perdendo, não se perca, e que cresça. Afinal de contas, Anápolis tem muitas, e importantes moedas de troca. A começar, por exemplo, do potencial de votos, capaz de decidir uma eleição. Isso, sem dizer da força empresarial e da força tributária, por ser o segundo maior centro gerador de impostos em Goiás, tanto para o Governo do Estado, quanto para o Governo da União. E, Anápolis tem muito mais do que isso. O que está faltando é a conscientização dos anapolinos em reivindicarem e, em alguns casos, exigirem, o que se lhes é de direito.
Assim sendo, Plataforma Multimodal, Aeroporto de Cargas, viadutos, asfalto e outros benefícios, não são favores que os governos fazem aos anapolinos. Trata-se de direitos líquidos, certos e legítimos que os governantes estão na obrigação de encaminhar. E pronto!

Sala de aula
Depois que retornou da Europa, onde fez um curso de mestrado, o ex-prefeito Pedro Sahium (DEM) não consegue espaço para dar aulas na Universidade Estadual de Goiás, onde é professor concursado. Ele comparece, assina o ponto e volta para casa. Ninguém lhe explica os motivos. Tem gente que diz serem políticos. Enquanto isso, para não perder o costume, Sahium ministra aulas na escola dominical, da Igreja Presbiteriana.

Amizade
Presente aos funerais do ex-empresário Augusto Cunha (filho do secretário de estado Fernando Cunha Júnior), o senador Marconi Perillo (PSDB), disse que ele (Augusto) era mais que um amigo. “Uma espécie de irmão”, afirmou.

Boa notícia I
Durante a semana, uma das melhores notícias recebidas pelos anapolinos, foi a confirmação, através do deputado federal Rubens Otoni (PT), de que as obras do viaduto no trevo de acesso ao DAIA foram licitadas. Ou seja: não há mais qualquer impedimento legal para que os recursos sejam disponibilizados.

Boa notícia II
E, na sequência das boas notícias, quarta-feira, 27, o Governador Alcides Rodrigues (PP) oficializou a republicação do edital para a licitação das obras de transformação do Aeroporto Civil JK em terminal de cargas aéreas. Detalhe: as duas obras ficam a poucas centenas de metros uma da outra.

Vai liberar?
O Prefeito Antônio Gomide (PT) meio que torce o nariz, quando se lhe é perguntado sobre a possibilidade de uma candidatura do seu vice, João Gomes (PT) a deputado estadual. Para ele, (Gomide) Gomes faz parte da equipe de trabalho e cai na tese inicial do Governo de que os secretários foram escolhidos para quatro anos de trabalho. Mas, há quem diga que o Prefeito não quer ninguém concorrendo com a vereadora Dinamélia Rabelo, a princípio, a ungida do PT em Anápolis. Será?

Duas chapas
O deputado federal Rubens Otoni (PT) disse estar trabalhando para que seja apresentada apenas uma chapa da base de apoio ao Presidente Lula em Goiás, para disputar o Governo do Estado em outubro. Mas, não descarta a possibilidade de serem duas, com a ressalva: todos estarão juntos, no primeiro, ou, no segundo turno. A conferir.

No páreo
Sobre a possibilidade de duas chapas lançadas pela base de apoio a Lula em Goiás, o deputado Rubens Otoni afirma que seu nome continua disponível. “Acho, até, que tenho maiores chances, pois transito livremente entre todos os partidos, sem qualquer restrição, o que não acontece com os outros pré-candidatos”, justificou.

Modesto
O Senador Marconi Perillo, certamente para manter a ética, tem dito que o PSDB ainda não lançou qualquer candidatura, a qualquer cargo. Para ele, isso só vai acontecer depois de abril. Como se alguém duvidasse de sua postulação. Mas, como em política tudo é possível, convém esperar mais um pouco.

Aliens
Tem muita gente estrilando contra a presença de candidatos de outras cidades trazidos a Anápolis por instituições aqui sediadas. Segundo um político local, “na hora de pedir ajuda, eles nos procuram. Depois ficam trazendo políticos de fora para arrebatarem votos dos eleitores anapolinos”. Ah credo!!!

Paciente
Uma coisa não se pode negar: o Governador Alcides Rodrigues é “o pai da paciência”. Quando de sua estada em Anápolis, para a assinatura do convênio da Prefeitura com a Saneago, ele não teve pressa de ir embora e atendeu a todos os que o abordaram, incluindo imprensa, políticos, “papagaios de pirata” e “garimpeiros” de empregos. Sem contar que, durante um longo discurso que ouviu, pacientemente, no auditório da empresa, ele sinalizou ao cerimonial para que não interrompesse o andamento dos fatos.

Novidade
O contrato da Prefeitura com uma nova empresa que vai cuidar da varrição e da coleta do lixo urbano prevê, inclusive, a montagem de um incinerador, para dar destinação correta ao lixo hospitalar. Este, por sinal, é um dos maiores problemas enfrentados por prefeituras de todo o Brasil.

Ainda ele
Esta semana a imprensa nacional voltou a citar o anapolino Henrique Meirelles (PMDB) como o candidato “ideal” do Presidente Lula para a vice da ministra Dilma Rousseff. Lula teria dito que Dilma precisa de “um novo José Alencar”, abordando, certamente, as qualificações empresariais e políticas do atual Vice Presidente da República. Para os analistas, Meirelles daria o respaldo no mundo econômico internacional que está faltando para a candidatura de Dilma.

Amizade
Lacy Martins, diretor geral da TCA, recebeu a solidariedade das principais lideranças políticas e empresariais de Anápolis e região, durante os funerais de sua mãe, Fausta Martins, na quarta-feira, 27. Centenas de pessoas compareceram ao velório.

Foi assanhar...
Tudo estava indo muito bem, até que o Governador Alcides Rodrigues acenou com a possibilidade de lançar uma candidatura na chamada “terceira via”. Agora, o que não falta, é candidato. Só nos quadros do Governo são dois: os secretários Jorcelino Braga (Fazenda) e Ernesto Roller (Segurança). Dizem que tem mais.

Banquinho
A notícia que se tem é a de que em determinada repartição pública em Anápolis, uma funcionária, que detém cargo de chefia, tornou-se uma espécie de banco particular. Ou seja, empresta dinheiro, em qualquer quantidade, aos colegas de trabalho. Com juros de 10, 12 por cento, é claro. Agiotagem pura.

Decidindo
O Partido dos Trabalhadores (PT) marcou para o domingo, 07, a solenidade de posse da nova executiva do Diretório Municipal em Anápolis. O advogado Antônio Júlio, reconduzido à presidência, deve programar uma série de eventos visando marcar a data. Presença, com certeza, das principais lideranças petistas da região, assim como dos militantes e simpatizantes. Por falar nisso, o PT realizou, semana passada, um encontro preliminar, onde assuntos relativos às eleições de outubro já foram abordados.

Gêmeos?
É impressionante a semelhança física entre o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Mozart Soares Filho, e o assessor de gabinete João Batista Lacerda. Até pessoas ligadas ao Governo Municipal chegam a confundi-los nos corredores da Prefeitura. E para completar, Batista Lacerda é “a cara” do ex-diretor Geral da Polícia Federal, delegado Paulo Lacerda, que é de Anápolis. Nesse caso, tem sentido, pois João Batista é seu sobrinho.

Trabalho
Deu trabalho, mas a Mesa Diretora da Câmara Municipal conseguiu fazer a adaptação do orçamento para cumprir as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal. Três vereadores que, a princípio, relutavam contra o corte de verbas de seus gabinetes, foram convencidos da necessidade e acabaram cedendo. A Câmara reinicia o ano legislativo de 2010 na próxima segunda-feira, com um orçamento R$ 100 mil mais magro. É que caiu o valor do duodécimo repassado pelo Tesouro Municipal.

No páreo
O Presidente da Iquego (Indústrias Químicas do Estado de Goiás), Pedro Canedo, confirmou que vai disputar um cargo eletivo este ano. Pode ser para deputado estadual, ou, para deputado federal, pelo PP. Canedo, que foi deputado constituinte, cumpriu dois outros mandatos na Câmara Federal. Foi, também, deputado estadual. Na quarta-feira, 27, ele acompanhou o Governador Alcides Rodrigues durante toda a sua estada em Anápolis. Aliás, Canedo foi o último a ir embora. Deu incontáveis entrevistas.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Contexto Político

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.627

22/06/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.626

15/06/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.625

09/06/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.624

02/06/2017

Contexto Político...