(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Na velocidade da tecnologia em internet

Geral Comentários 15 de janeiro de 2016

Empresa traz para Anápolis inovação que marca nova fase da expansão da rede mundial de computadores, para facilitar, ainda mais, a vida das pessoas


Muita gente já deve ter ouvido falar sobre o conceito “Internet das coisas”. Um exemplo clássico é o da geladeira que tem um tipo de programação especial que organiza a lista de supermercado com os produtos que estão faltando e encaminha o pedido para o estabelecimento, que faz a entrega da compra no sistema de delivery. Prático, não! E, muitas outras facilidades estão sendo, ou, vão ser incorporadas ao cotidiano das pessoas, por meio da internet. Na década de 70, por exemplo, a TV colorida foi comemorada como um grande avanço da tecnologia. Só que, aqueles aparelhos com tubos de imagem e funcionamento por meio de válvulas, viraram peça de museu. Hoje, a Smart TV é o que há de mais moderno no setor, por agregar funções do computador e abrir uma gama imensa de programação, entretenimento e interatividade. E isso tudo não é filme de ficção. É realidade!
As leis da física apontam que para cada ação deve haver uma reação. No ambiente da tecnologia, não é diferente. Diante de tantas oportunidades e facilidades que a internet oferece, passou a ser imperativo que as pessoas tenham um acesso à web otimizado, com velocidade e segurança. E é isto que a Telgo - Telecomunicações Goiás - está trazendo com pioneirismo para o consumidor residencial de Anápolis, com a implantação de redes de fibra óptica, tecnologia aplicada nos países mais desenvolvidos do mundo e que agora aqui, também, é uma realidade.
De acordo com Maxwell Moreira Guimarães (diretor executivo) e Jaime Neto Matos (diretor de tecnologia), a Telgo iniciou as suas atividades no Município em 2003, ofertando o serviço de internet banda larga via rádio, também uma inovação na época. Porém, com o passar do tempo, a empresa vislumbrou a necessidade de dar um novo salto de qualidade e decidiu partir para um projeto mais ousado e pioneiro na região, que é a oferta de banda larga por fibra óptica. Este projeto vem acontecendo desde 2010 e, agora, entra em fase de expansão. O cabeamento já foi feito em um bairro e em um condomínio residencial e está sendo ampliado na região do Parque Brasília, setor de grande densidade populacional. Vale ressaltar que, antes de iniciar a expansão residencial, a empresa já fazia - como ainda faz - a oferta do serviço para ambientes corporativos, ou seja, de empresas.
A meta - segundo Maxwell Moreira e Jaime Neto - é que até o final deste ano, o serviço esteja disponível para cerca de um terço da população local, com planos de velocidade que variam de 10 a 100 mega. Os diretores da Telgo ressaltam que, embora num primeiro momento, possa parecer que as assinaturas tenham um custo um pouco maior, é preciso lembrar que a empresa não vende os conhecidos combos, em que algumas operadoras oferecem banda larga barata, mas o cliente tem de pagar pelo telefone fixo e pela TV a cabo, mesmo que nem faça tanto uso desses dispositivos. E isso acaba saindo mais caro.
A relação custo-benefício que o usuário adquire ao fazer opção por banda larga efetivamente mais veloz acaba sendo muito melhor, pois torna possível atender a todas as demandas, seja das organizações ou das residências, onde é muito comum as pessoas terem celulares; tablets; notebooks, smart TV e outros dispositivos usando a internet. Além da velocidade, a banda larga por fibra ótica também é um sistema mais seguro, que não apresenta oscilações.

Planos
A Telgo - assinala Maxwell Moreira, por questões mercadológicas, optou por oferecer planos de 10 a 100 mega, mas a fibra ótica tem vazão para chegar até 1 giga. Ele observa que um plano de 100 mega, para um perfil comum de usuário, é até desnecessário. De qualquer forma, é a necessidade do cliente que vai ser o fator determinante na escolha. O fato é que a tecnologia de ponta vai fazer uma grande diferença para quem usa a internet diariamente.
Além de Anápolis, a Telgo, também, vai levar a banda larga de fibra ótica para mais 23 cidades do eixo Goiânia-Brasília. Portanto, o primeiro mundo não está muito longe; está diante de nós, com alta tecnologia a serviço do desenvolvimento e da qualidade de vida. Afinal de contas, o que somos nós sem a internet?

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...