(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Município gerou mais de R$1 bilhão em arrecadação de ICMS em 2017

Economia Comentários 27 de julho de 2018

Produto da arrecadação de Anápolis vai para o bolo do Estado que é dividido entre os 246 municípios goianos


A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS, fechou o ano de 2017 com arrecadação recorde em Anápolis e, pela primeira vez, entrando na casa do bilhão. Segundo dados do Instituto “Mauro Borges”, lastreado com informações da Secretaria Estadual da Fazenda, o Município arrecadou, no ano passado, R$ 1,071 bilhão. Este foi o melhor resultado da série histórica, tomada desde 1998. Só para se ter uma ideia, naquele primeiro ano da série, a arrecadação foi de R$ 97,5 milhões. Ou seja, cresceu mais de 10 vezes de 1998 até o ano passado.
No período de 10 anos, a arrecadação de ICMS de Anápolis pulou de R$ 266,8 milhões para R$ 1,071 bilhão, representando um incremento de 301,42%. Na comparação de 2017 com o ano anterior, o incremento foi de 9,62%. Em 2016, a arrecadação foi de R$ 977,2 milhões.
O setor da indústria concentrou, no ano passado, o maior volume de arrecadação do ICMS: R$ 565,9 milhões. Esse montante representa 52,84% do total arrecadado. O segundo setor com maior arrecadação foi o do comércio atacadista e distribuidor: R$ 346,4 milhões. O montante representa 32,34% do total. O terceiro setor foi o de extração mineral ou fóssil, com valor de R$ 116,4 milhões, ou, 10,87% do total. Estes três setores reponderam, portanto, por 96,5% do volume do ICMS arrecadado em Anápolis no ano de 2017.

REPASSES
Conforme dados levantados pela reportagem junto ao Portal Goiás Transparente, do Governo do Estado, Anápolis recebeu repasses da ordem de mais de R$ 229,3 milhões em 2017, somados os valores repassados referentes ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPVA) e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), sendo que nos valores repassados, já foi deduzida a parcela do desconto constitucional do Fundeb, de 20%. O valor repassado do IPVA, no ano passado, foi de R$ 37,1 milhões; de IPI, R$ 1,6 milhão e do ICMS, de R$ 190,6 milhões. No caso do ICMS, vale frisar que todo recurso arrecadado em Goiás pelos 246 municípios formam um bolo e a cota de cada um neste bolo é definida através do Índice de Partcipação dos Municípios (IPM).

Evolução da arrecadação do ICMS em Anápolis

2007- 266,8 milhões
2008- 332,4 milhões
2009- 427,7 milhões
2010- 514,9 milhões
2011- 550.2 milhões
2012- 621,5 milhões
2013- 705,9 milhões
2014- 753,2 milhões
2015- 920,2 milhões
2016- R$ 977,2 milhões
2017- R$ 1,071 bilhão

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Economia

Distribuidora reabre espaço de atendimento

07/12/2018

A Enel Distribuição Goiás inaugura nesta sexta-feira,07, às 16h, a nova loja de atendimento de Anápolis, localizada na G...

Sociedades mercantis sob aval de advogados

29/11/2018

O ato constitutivo de sociedade mercantil, Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) e de cooperativas somente...

PROCON alerta sobre a Black Friday de 2018

23/11/2018

Para garantir os direitos da população, a Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor (Procon Anápolis) está monitorando...

Ambulantes já começam a invadir a Cidade

23/11/2018

Com a aproximação dos festejos de final de ano, uma média diária de quatro vendedores ambulantes de outras cidades desemb...