(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Municípios se unem parar combater a dengue

Saúde Comentários 20 de agosto de 2010

Dados revelados pela Secretaria da Saúde, apontam aumento de mais de 96 no número de mortes causadas por dengue e suas complicações. Número de casos notificados quase triplicou


A Secretaria de Estado da Saúde está convocando os 21 municípios que apresentaram o maior número de casos de dengue no Estado a participarem de reunião na próxima segunda-feira, dia 23, às 15 horas, no gabinete da Pasta. A secretária Irani Ribeiro de Moura já mandou ofícios aos secretários municipais. Na oportunidade, serão definidas estratégias de ação imediata e também de médio prazo, já antevendo o início o período chuvoso.
De acordo com a superintendente de Políticas de Atenção Integral à Saúde, Elizabeth de Araújo, os 21 municípios convocados são responsáveis por 80% dos casos de dengue no Estado. São eles: Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Jataí, Mineiros, Rio Verde, Iporá, Catalão, Luziânia, Senador Canedo, Morrinhos, Goianira, São Luis de Montes Belos, Porangatu, Campos Belos, Crixás, Ceres, Trindade, Niquelândia, Nova Crixás e Jussara.
O último boletim epidemiológico divulgado pela SES, aponta um aumento de 96,4% de mortes por dengue e complicações. Em 2009, foram 28 registros e, este ano, 55. A estatística demonstra também que o número de casos notificados no período (31ª. semana) de 2009, em relação a 2010, quase triplicou, saltando de 27.912 para 99.062 notificações.
Neste ano, conforme a SES, foram confirmados 171 casos de dengue hemorrágica em 26 municípios, sendo que 67 casos foram registrados em Goiânia, 49 em Aparecida de Goiânia e, em Anápolis, há o registro de um caso apenas. Em relação ao número de casos absolutos, Goiânia é disparado o primeiro lugar, com 34.278 registros, seguido por Aparecida de Goiânia (8.011) e Anápolis (5.698).
Anápolis não figura da relação dos principais municípios com maiores coeficientes de dengue, que leva em consideração o número de casos por mil habitantes. Nesta avaliação, o município de Itaguari aparece em primeiro com coeficiente de 17.99%, seguindo por Nova Crixás (12,37%) e Barro Alto (10,79%).

Sobre a dengue
O vírus do dengue pertence à família dos flavivírus e é classificado no meio científico como um arbovírus, os quais são transmitidos pelos mosquitos Aedes aegypti. São conhecidos quatro sorotipos: 1, 2, 3 e 4.
O doente pode apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, náuseas ou até mesmo não apresentar qualquer sintoma. O aparecimento de manchas vermelhas na pele, sangramentos (nariz, gengivas), dor abdominal intensa e contínua e vômitos persistentes podem indicar um sinal de alarme para dengue hemorrágica. Esse é um quadro grave que necessita de imediata atenção médica, pois pode ser fatal. (Ministério da Saúde)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Nova força-tarefa para combater a dengue, zika e chikungunya

16/11/2017

Durante solenidade realizada no Teatro Municipal, na última terça-feira,14, o Prefeito Roberto Naves reuniu dezenas de repr...

Dengue - Redução de casos economiza R$ 3,6 mi

09/11/2017

Com a chegada do período chuvoso, a Prefeitura de Anápolis volta a intensificar os cuidados com a dengue, chikungunya e zik...

Anápolis vai sediar campanha para doação de medula óssea

03/11/2017

Jovens e mães, Eva e Karise são duas amigas que enfrentam o mesmo problema: a leucemia. Eva Araújo, ex-servidora da Prefei...

Anápolis tem alta incidência de sífilis

20/10/2017

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou o Boletim Epidemiológico da Sífilis, publicação técnica da Coordenação Estad...