(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Município está entre os 100 maiores geradores de riqueza do Brasil

Economia Comentários 30 de julho de 2015

Produto Interno Bruto de Anápolis é o 53º no País e 2ª no Estado de Goiás. PIB per capita também registra crescimento significativo


consolidado) ficou em R$ 11,690 bilhões. No ano anterior, ou seja, em 2011, o valor foi de R$ 12,119 bilhões. Mesmo com este decréscimo (valor nominal de R$ 426,66 milhões), o município continua mantendo o segundo lugar no ranking de geração de riquezas em Goiás, ficando atrás, apenas, da Capital (Goiânia), que registrou PIB de R$ 30,131 bilhões.


No ranking nacional, o Município ainda se situa entre os 100 maiores geradores de riqueza do País, embora tenha caído da 46ª para a 53ª posição. Um detalhe que chama atenção é o rápido crescimento do PIB Municipal. Só para se ter uma ideia, em 2002, o valor apurado foi de R$ 2.151 bilhões. Ou seja, de lá para cá cresceu mais de cinco vezes, num período de uma década. O PIB per capita também tem apresentado um gráfico de evolução significativo. Muito embora, não seja um indicativo de distribuição de renda. Também à título de comparação, em 2002, o PIB per capita era de R$ 7.239,63 e, no ano de 2012, chegou a R$ 34.149,23


Em Goiás, os 10 municípios com maior PIB respondem por 60,5% da riqueza gerada no Estado. São eles: Goiânia (24,3% de participação); Anápolis (9,4%); Aparecida de Goiânia (6,0%); Rio Verde (5,1%); Catalão (4,4%); Senador Canedo (3,2%); Itumbiara (2,5%); Jataí (2,3%); Luziânia (2,0%) e São Simão (1,4%). Anápolis não figura na lista dos 10 maiores e nem dos 10 piores PIB per capita. Os 10 maiores, na divisão do Produto Interno Bruto, são: Alto Horizonte, São Simão, Chapadão do Céu, Porteirão, cachoeira Dourada, Catalão, Turvelândia, Corumbaíba e Campo Alegre de Goiás. Inversamente, os menores PIB per capitas, ficaram, segundo os registros do IBGE, são: Águas Lindas de Goiás, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto, Buritinópolis, Mambaí, Teresina de Goiás, Cidade Ocidental, Aragarças, Planaltina e Damianópolis.


A composição do PIB, basicamente, é feita entre três variáveis, que são os valores adicionados dos setores da Agropecuária, Indústria e Serviços. Em relação ao VA agropecuário, o principal destaque de Goiás é o Município de Rio Verde, que alcançou o ranking nacional graças ao crescimento neste setor na economia. Além de Rio Verde, também aparecem Cristalina, Jataí, Chapadão do Céu, Ipameri, Catalão, Luziânia, Quirinópolis, Goiatuba e Mineiros.


Em relação ao VA da Indústria, os destaques são: Goiânia, Anápolis, Catalão, Rio Verde, São Simão, Aparecida de Goiânia, Itumbiara, Minaçu, Luziânia e Jataí. E, por fim, quando ao VA do setor de serviços, destacam-se: Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Senador Canedo, Rio Verde, catalão, Itumbiara, Jataí, Luziânia e Valparaíso de Goiás.


 


Goiás e Brasil


Segundo ainda dados do IBGE, o PIB do Brasil fechou 2012 em R$ 4,392 trilhões, com um incremento de R$ 249 bilhões em relação a 2011. O PIB per capita do País, também em 2012, ficou em R$ 22.645,86, um pouco maior do que o resultado obtido em 2011, que foi um PIB per capita de R$ 21.535,65. Em Goiás, o PIB fechou 2012 em R$ 123,926 bilhões. O Estado contribui com 2,8% na conformação do PIB brasileiro e ocupa a nona colocação no ranking nacional. O PIB percapita de 2012 ficou em R$ 20.134,26 (11º no ranking nacional).


  














































































Os maiores do PIB em Goiás



MUNICÍPIO



PIB (R$)



Participação/Goiás



Per Capita (R$)



1º- Goiânia



30,131 bilhões



24,3%



22.591,15



2º- Anápolis



11,690 bilhões



9,4%



34.149,23



3º- Aparecida de Goiânia



7,437 bilhões



6,0%



15.684,38



4º- Rio Verde



6,264 bilhões



5,1%



33.779,91



5º- Catalão



5,482 bilhões



4,4%



60.915,30



6º - Senador Canedo



3,952 bilhões



3,2%



44.319,45



7º- Itumbiara



3,074 bilhões



2,5%



32.500,73



8º- Jataí



2,820 bilhões



2,3%



31.377,26



9º- Luziânia



2,433 bilhões



2,0%



13.492,88



10º - São Simão



1,710 bilhões



1,4%



97.087,67



Fonte: IBGE



  























































































Evolução do Produto Interno Bruto de Anápolis



ANO



PIB- PREÇO CORRENTE (R$)



PIB PER CAPITA (R$)



1999



1,142 bilhão



3.995,93



2000



1,369 bilhão



4.702,55



2001



1,538 bilhão



5.273,45



2002



1,783 bilhão



6.002,58



2003



2,385 bilhões



7.883,98



2004



2,547 bilhões



8.271,94



2005



2,823 bilhões



9.008,96



2006



3,776 bilhões



11.844,31



2007



4,681 bilhões



14.379,79



2008



6,265 bilhões



18.910,15



2009



8,109 bilhões



24.139,06



2010



10,059 bilhões



30.025,66



2011



12,119 bilhões



35.798,94



2012



11,690 bilhões



34.149,23



Fonte: IBGE


Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...