(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Mulher leva três tiros disparados por ex-marido

Violência Comentários 16 de janeiro de 2015

Acerto sobre pensão de alimentos teria sido a causa. Vítima continua internada


Moradores do Bairro São Lourenço foram despertados por uma saraivada de tiros no início da tarde de quarta-feira, 14. Foi uma tentativa de homicídio, perpetrada contra Karla Ferreira Fernandes, 26 anos. O autor seria seu ex-companheiro de nome Bruno Xavier, que, segundo testemunhas, já vinha a ameaçando há tempos. O desentendimento, de acordo com a delegada Aline Vilela, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher, seria por conta de um acerto sobre pensão alimentícia, devida pelo acusado. Karla teria ligado para Bruno, cobrando a quitação do débito, já arbitrado pela Justiça. Este, conforme relatos de testemunhas, não teria gostado da forma com que fora tratado ao telefone e se dirigiu à residência de Karla. Em lá chegando, sem muita discussão, sacou de uma arma e disparou várias vezes contra a ex-mulher.
Karla foi levada às pressas para o Hospital de Urgências “Doutor Henrique Santillo”, onde recebeu os primeiros atendimentos. Uma bala acertou a cabeça, de raspão, a outra ficou alojada na coluna cervical e, a terceira, se estilhaçou em sua clavícula. Mesmo com a gravidade dos ferimentos, na tarde de quinta-feira, 15, a vítima era considerada “fora de perigo”. A bala na coluna cervical, por enquanto, não será retirada, uma vez que não oferece risco iminente. A polícia, desde o registro do crime, está empenhada na captura do autor, com o objetivo de levá-lo à delegacia, para os devidos depoimentos. O caso provocou grande repercussão no setor, uma vez que os dois envolvidos (Karla e Bruno) são bastante conhecidos na vizinhança. A delegada Aline Vilela disse que há todo um trabalho preventivo para se coibir a violência contra a mulher em Anápolis, mas que o índice, ainda, é preocupante. Ela assegurou que o melhor caminho é a vítima, logo na primeira ameaça, procurar a autoridade policial para se precaver de um problema maior.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Anápolis aparece em relação das cidades mais violentas do Brasil

09/06/2017

Em 2015, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes de Anápolis, ficou em 40,9. Somada às Mortes Violentas com Causa Inde...

Governo diz que Goiás é um dos estados com menor índice criminal

09/06/2017

Os índices de criminalidade em Goiás apresentam queda sequenciada a partir de 2016. Na comparação entre janeiro e maio de...

Judiciário quer ações práticas para reduzir criminalidade em Anápolis

02/06/2017

A busca de soluções para o crescente aumento do índice de criminalidade em Anápolis foi debatida no final da tarde da úl...

Emanuelle Muniz e Emanuelle Ferreira: passageiras da agonia

04/05/2017

Emanuelle Muniz Gomes tinha 21 anos. Era transexual. Bela; extrovertida; meiga, alegre e filha carinhosa. Apesar da pouca ida...