(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Mudança na data-base é provada em assembleia

Política Comentários 07 de junho de 2012

SindiAnápolis reclama que, apesar de muitas tentativas, não conseguiu se reunir com o executivo para chegar a um acordo sobre perdas salariais


O Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de Anápolis- SindiAnápolis- realizou na manhã da última quarta-feira,6, no hall do Centro Administrativo, uma Assembleia Geral com o objetivo de discutir e deliberar sobre a prestação de contas da entidade referente ao exercício de 2011, a questão do plano de saúde e a data-base da categoria.
A presidente do SindiAnápolis, Regina de Faria Brito abriu a reunião ressaltando a importância da participação dos servidores nas assembleias. Na primeira parte da reunião, o diretor da entidade, Aguimar Baeta apresentou o balanço das contas do Sindicato e, na sequencia, foi iniciada a discussão sobre a questão do reajuste de salários e a data-base.
Segundo Regina Faria, desde o início do ano o SindiAnápolis tem tentado se reunir com o Prefeito Antônio Gomide, para tratar da questão da data-base que vence no mês de julho próximo. Por se tratar de ano eleitoral, a partir do mês de abril, a Prefeitura está impedida legalmente de conceder aumento que não seja a reposição de inflação. “Não temos ainda o número, mas deve ficar um pouco acima de cinco por cento o reajuste”, ponderou Aguimar Baeta, lembrando que a entidade buscou de todas as formas encontrar alguma brecha na legislação, para que pudesse ocorrer um aumento maior. A proposta, segundo ele, seria de 18%, o que englobaria algumas perdas que a categoria teve no passado. “Mas, infelizmente, não é possível termos aumento acima da recomposição inflacionária”, disse.
Diante o impasse, o Sindicato colocou em apreciação e foi aprovado por unanimidade, a antecipação da data-base para o mês de março. Isso porque o salário mínimo está sendo reajustado no início do ano e o prazo dará tempo para que, futuramente, possam haver negociações de aumento e de recomposição de eventuais perdas, não ocorrendo o que ocorreu agora.
Em relação ao Plano de Saúde, a presidente Regina Faria enfatizou que essa responsabilidade é do Município, que está procurando transferi-la para a entidade. Na Assembleia, a maioria aprovou que a responsabilidade de oferecer o serviço será da Prefeitura. Agora, a diretoria do SindiAnápolis deve procurar a equipe do Prefeito para negociar a questão.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Prefeito e Administração aparecem bem avaliados em pesquisa de TV

15/03/2019

A TV Record está exibindo em sua programação, uma pesquisa encomendada junto à empresa Real Big Data, avaliando a perform...

Comissão de Obras quer raio-x de obras sem continuidade

15/03/2019

A Comissão de Serviços e Obras Públicas da Assembleia Legislativa se reuniu na última quarta-feira, 13, na primeira agend...

Assembleia Legislativa derruba vetos do Governo Estadual

15/03/2019

Os deputados estaduais de Goiás aprovaram, na sessão desta quinta-feira, 14, a última sessão ordinária da semana, durant...

Ronaldo Caiado defende apoio do DEM ao Governo do Presidente Bolsonaro

15/03/2019

Depois de participar de um encontro político em Brasília, na quarta-feira, 13, o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM)...