(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

MPF-GO revisa a tarifa de energia praticada em Goiás

Geral Comentários 07 de maro de 2019

Concessionária estaria descumprindo metas de investimento e de indicadores de qualidade


O Ministério Público Federal (MPF) em Goiás requereu à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os documentos que embasaram a autorização para a revisão tarifária praticada pela concessionária Enel Distribuição Goiás. Notícias recentes divulgadas pela imprensa dão conta de que a distribuidora de energia foi autorizada a reajustar suas tarifas, mesmo descumprindo as metas de investimento e os indicadores de qualidade no estado.
A situação é objeto do Procedimento Preparatório nº 1.18.000.003024/2018-68, instaurado em 2018 pela procuradora Mariane Guimarães de Mello a partir de representações de diversos consumidores. O PP apura suposta ilegalidade da revisão tarifária média autorizada pela Aneel, tendo em vista que o reajuste autorizado pela Aneel sobre a tarifa de energia elétrica foi, em média, de 18%, valor este acima do IPCA acumulado dos últimos 12 meses, que foi de 4,48%, e diante das deficiências na prestação do serviço pela concessionária, tais como interrupções constantes no fornecimento de energia elétrica em Goiás.
A Aneel tem o prazo de 20 dias para enviar ao MPF cópias do Marco Legal Regulatório, do Contrato de Concessão assinado com a Enel e outros documentos que embasaram a autorização da revisão da tarifa de energia, bem como para justificar as razões da manutenção da atual tarifa. (Com informações do MPF-GO)


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Procon de Anápolis promove curso de Defesa do Consumidor

15/03/2019

Nesta sexta-feira, 15, comemora-se o Dia Internacional do Consumidor e, em alusão a data, a Prefeitura de Anápolis, por mei...

Mulher trabalhadora recebe 79,5% do rendimento do homem no Brasil

15/03/2019

Em 2018, o rendimento médio das mulheres ocupadas com entre 25 e 49 anos de idade (R$ 2.050) equivalia a 79,5% do recebido p...

Adesão automática a cadastro vai à sanção presidencial

15/03/2019

A adesão automática de consumidores e empresas aos cadastros positivos de crédito segue para sanção presidencial. O Plen...

Vereador pede reativação da Delegacia de Meio Ambiente

15/03/2019

O vereador Valdete Fernandes (PDT) sempre se mostrou incomodado e sensível quanto às questões ambientais no município de ...