(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

MP reúne secretários para debater controle das UTIs em Goiás

Geral Comentários 15 de julho de 2016

Novo sistema deve ser criado para fazer a regulação de vagas nas Unidades de Terapia Intensiva


Realizada na sede do Ministério Público de Goiás, nesta semana, uma reunião colocou em debate o controle das UTIs em Goiás, com esclarecimentos sobre a fiscalização das unidades de saúde no Estado, por meio de auditorias, e o acolhimento da sugestão de implantação de um sistema informatizado de regulação estadual.
Sob a presidência do coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAO) da Saúde, Érico de Pina Cabral, e dos promotores de Justiça Marcus Antônio Ferreira Alves, Marcelo Henrique dos Santos e Vinícius Jacarandá Maciel, a conferência contou com a participação do secretário estadual da Saúde, Leonardo Vilela, além dos secretários de Saúde de Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia, respectivamente Fernando Machado, Luiz Carlos Teixeira Silva Júnior e Vânia Cristina Oliveira. Participou também do encontro a superintendente de Controle, Avaliação e Gerenciamento das Unidades de Saúde (SCAGES), da Secretaria Estadual de Saúde, Maria Christina de Azeredo Costa Reis.
O debate sobre as ações para controle para uso de leito de UTIs foi aberto em razão das suspeitas levantadas pela Operação SOS Samu, deflagrada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) no final de junho, sobre falha na fiscalização das UTIs nas unidades conveniadas. Os secretários presentes apontaram os problemas das UTIs, pontuaram as deficiências e as providências que são tomadas para a melhoria da rede de atendimento. No caso da SES, o titular da pasta afirmou que a fiscalização tem sido suplementada com as auditorias, propondo uma ação conjunta entre o órgão e as secretarias municipais. Acatando essa sugestão, a SMS de Goiânia já agendou para amanhã (15/7) uma reunião sobre o trabalho em conjunto nas auditorias hospitalares.
A criação de sistemas de informação para acesso rápido da situação de pacientes na regulação e de monitoramento informatizado com o mapa de leitos de UTI no Estado foi apontada como prioridade pelo MP. Neste sentido, ficou definida a criação de projeto para acompanhamento de um sistema de regulação estadual, com a participação dos membros do MP presentes na reunião.
O coordenador do CAO Saúde, Érico de Pina, adianta que um software de regulação foi fornecido pela Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo para que seja adaptado ao Estado de Goiás, com capacidade para centralizar as regulações de todas as regionais e mapear vagas, permitindo um acesso rápido aos dados. Iniciativa que vai dar suporte às deliberações tomadas na reunião promovida pelo MP, avalia o promotor. (Com informações da Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Programa ID Jovem completa primeiro ano de vigência

08/12/2017

A Secretaria Nacional de Juventude comemora os bons resultados do Programa Identidade Jovem. Em 1 ano de vigência da iniciat...

Aumenta para oito anos prisão de bêbado que dirige e mata

08/12/2017

Após cinco anos de espera, o projeto 5568/2013 foi aprovado pela Câmara dos Deputados. A análise ocorreu na sessão desta ...

Pesquisa aponta intenção de compras dos anapolinos

08/12/2017

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Anápolis acaba de divulgar a pesquisa de intenções de compras do consumidor anap...

Residencial Copacabana recebe plantio de mudas de árvores

08/12/2017

Preservar o meio ambiente e cuidar do planeta. Foi com esta disposição que estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Médio do ...