(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

MP busca ação para melhorar e rede de acolhimento a pessoas de rua

Geral Comentários 02 de setembro de 2016

Reunião entre membros do Ministério Público, Prefeitura, Direitos Humanos e outras entidades discutiram formas de fortalecer atendimento


Em reunião realizada na última terça-feira,30, no auditório da Delegacia Regional de Fiscalização de Anápolis, o promotor de Justiça Marcelo Henrique dos Santos, da Curadoria dos Direitos do Cidadão de Anápolis, e o coordenador do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos, Eduardo Prego, realizaram reunião com diversas instituições ligadas ao acolhimento social das pessoas em situação de rua para tratar da integração da rede e tomar providências quanto à questões emergenciais relativas ao atendimento. O encontro teve assessoria da psicóloga Maria José Ferreira Soares e da assistente social Cristiane Bastos, da Coordenadoria de Apoio à Atuação Extrajudicial (Caej) do MP.
A reunião teve como participantes representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, do Albergue Bom Samaritano, do Programa Consultório de Rua, do Movimento Nacional de População de Rua, da Secretaria Municipal de Saúde, das Polícias Civil e Militar e da Fiscalização Urbana.
Entre as deliberações tomadas estão a manutenção de 12 vagas masculinas e 4 femininas no Albergue Bom Samaritano, cujos ocupantes poderão permanecer no local durante o período noturno, inicialmente de três a cinco dias, prazo que poderá ser aumentado, após análise da situação pela administração daquela unidade e a Secretaria de Desenvolvimento Social.
Conforme acordado, o Centro POP daquele município deverá voltar a assegurar refeições às pessoas em situação de rua, garantindo seu acolhimento no período diurno, até definição do novo formato de atendimento.
No caso de pessoas de rua que tiveram alta hospitalar, o acolhimento será providenciado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, cabendo à Secretaria de Saúde e Coordenação de Saúde Mental a assistência médica necessária.
Um dos principais pontos delineados no encontro foi a formação de um grupo de trabalho, com representação das áreas de saúde, de assistência social e do Movimento Nacional de População de Rua, para organizar a rede de atendimento, cujo primeiro encontro acontecerá no próximo dia 12. (Com informações da assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA - Seminários destacam direitos da pessoa com deficiência

20/09/2018

Foi promovido nesta semana na UniEVANGÉLICA o Seminário dos Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa d...

Regulamenta lei que proíbe fabricação e uso do cerol

20/09/2018

O governo de Goiás editou o Decreto n° 9.316, de 18 de setembro de 2018, que regulamenta a Lei n° 17.700/2012, que dispõe...

Comarca de Anápolis fica de fora do plano para a expansão de novas varas

20/09/2018

A Comarca de Anápolis ficou de fora da primeira fase do plano de reestrutura judiciária, definido pela Lei 20.254/18, que d...

Vereador destaca do Dia do Vicentino

20/09/2018

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,19, o vereador Lisieux José Borges (...