(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

MMA: Lutador de Anápolis disputa, em Las Vegas, The Ultimate Fighter 4

Esportes Comentários 27 de maro de 2015

Em seu cartel de lutas ‘Netto BJJ’ carrega sete vitórias e nenhuma derrota. Esperança anapolina vai brigar, com outros 15 lutadores, pelo tão sonhado contrato com o Ultimate Fighting Championship (UFC), que consagrou lutadores de renome, como Anderson Silva e Minotauro. Netto ainda tem no currículo um dos nocautes mais rápidos do MMA, em seis segundos


O lutador anapolino Joaquim ‘Netto BJJ’ está classificado para a edição do TUF Brasil 4, que começa no dia 5 de abril. As siglas dizem respeito ao renomado ‘The Ultimate Fighter Brasil’, reality show que deixa 16 lutadores confinados em uma casa para a disputa do grande prêmio, um contrato com o Ultimate Figthing Championship (UFC), principal organização internacional do MMA (Mixed Martial Arts, ou Artes Marciais Mistas). Este estilo de luta tem em seu rol de estrelas, campeões renomados, como os brasileiros Anderson Silva e Minotauro.
Netto tem 26 anos. É o primeiro anapolino e o segundo goiano a participar do TUF Brasil, que vai ao ar pela Rede Globo de Televisão. O primeiro lutador de Goiás a ter alcançado este feito foi Ismael Marmotta. Entre as modalidades nas quais Netto atuou profissionalmente, estão o Muay Thai e o Jiu Jitsu. No MMA, ele está nos pesos leves, categoria que vai de 65.7 até 70,3 kg. “Dos 14 anos até hoje - eu tenho 26 anos, eu treino, pratico, compito, eu luto, hoje em dia é minha profissão. Eu vivo, eu respiro a luta”, declara.
“Minha atual conquista maior foi passar por esse processo seletivo e conseguir essa chance de representar meu estado”, declara com a expressão facial que demonstra a garra e determinação de quem pratica esta modalidade esportiva. A seletiva foi dura. Foram mais de 800 atletas de todo o País, que passaram, no Rio de Janeiro, por entrevistas e diversos tipos de exames que demonstram se os candidatos estão aptos para o TUF.
Com a classificação de Netto BJJ para o TUF Brasil 4, as atenções do público anapolino estarão voltadas para o programa que será veiculado a partir do dia 5. Em um primeiro momento, 16 pesos leves (de 65.7 até 70,3 kg) e 16 pesos galos (de 56,7 até 61,2 kg) disputarão entre si uma vaga na casa onde será realizado o Reality Show, em Las Vegas. Somente se classificam oito atletas de cada categoria. E, o campeão de cada categoria fará um contrato com o UFC.
Expectativa
Joaquim ‘Netto BJJ’ sabe que pode ir para Las Vegas e não entrar na casa. Se isso o assusta? Nem um pouco. “Eu sempre treino para ser o melhor no que eu faço. Acordo todo dia cedo e levanto da cama com um propósito. E, há mais de dez anos tenho esse mesmo proposito, Não enxergo derrota na minha carreira”, diz confiante. “Na primeira luta de entrada eu já vou usar a luva do UFC. Eu vou estar em Las Vegas, eu vou estar com os árbitros que comandam os eventos oficiais, toda a comissão atlética, o Dana White estará assistindo”, comenta. (O ex-lutador Dana White é o atual presidente do UFC).
Ele espera encontrar em Vegas com lutadores renomados, como Anderson Silva e Minotauro. “Os caras fizeram MMA, fizeram história”, exclama com o vocabulário próprio de quem vive o MMA 24 horas por dia. Mas seus olhos, também, estão voltados para Anápolis, cidade onde nasceu. “Com a minha participação no programa, acho que as pessoas vão olhar o MMA com outra cara”, explica.
Netto é detentor de um dos nocautes mais rápidos da história do MMA Mundial. Em 20 de setembro de 2014, ele derrotou, no campeonato The Hill Fighters 3, realizado em Bento Gonçalves (RS), o paranaense de Foz do Iguaçu Leandro Vasconcelos ‘Trovão’, em apenas seis segundos de luta.
Viver da luta
Há aproximadamente um ano e meio, Netto BJJ vive exclusivamente da luta. Ele destaca o papel de seus patrocinadores, como o farmacêutico anapolino Rogério Franco, para que sua carreira pudesse deslanchar. Atualmente, ele treina em Curitiba. Netto conta que precisou abrir mão de parte de sua vida pessoal para seguir seu projeto de ser um lutador reconhecido internacionalmente. “Deixei de ficar perto da minha família. Larguei minha faculdade (Educação Física). Eu tinha diversos alunos (como professor em academias)”, relata.
O atleta ainda menciona que deixou de ver o nascimento do seu sobrinho, no dia em que viajou para Curitiba. “Sempre quando eu estou longe, penso em tudo o que eu deixei para trás, para tentar alcançar meu objetivo”, revela. Mas as perdas não o desanimam. Pelo contrário, Netto parece cada vez mais motivado a perseguir sua meta. “Desde criança eu sempre fui determinado com tudo o que eu ia fazer”, relembra. E confidencia: “Eu sou bastante competitivo. Acho que é um ponto negativo em mim. Eu sou competitivo ao extremo”.
“Eu sempre quis isso para mim. E, a cada luta, eu via que o caminho estava chegando cada vez mais perto”, afirma entusiasmado, mostrando que as dificuldades não empecilhos para sua trajetória rumo ao UFC. Sua grande meta: “ser campeão do mundo”. “Meu objetivo sempre foi lutar com os melhores do mundo”, arremata. Ao falar sobre a vitória no TUF Brasil, com a consequente entrada no UFC, seus olhos de lutador brilham: “É um contrato que todo mundo deseja”
Anápolis
O lutador de MMA Netto BJJ parece não ter noção do que significa representar Anápolis em um evento internacional. “É tudo novo para mim”, comenta. Com humildade, revela que quer trilhar passo por passo seu caminho no UFC: “Eu não tenho ainda esta dimensão de querer estar na história. Primeiro, eu tenho que ganhar esta luta na casa (do TUF) e depois fazer a minha história. Porque só vai acontecer a minha história depois que eu passar luta por luta. No momento, eu estou pensando nesta”.
“Eu quero ser reconhecido com o que eu faço”, continua. Sobre Anápolis, ele, sorridente, diz: “Tenho orgulho bastante. Esta cidade é a cidade que eu amo”. “Amo o esporte, amo lutar. Mas amo esta cidade também”, acrescenta BJJ. E, afirma que foi a falta de suporte no Município que fez com que ele precisasse sair para treinar em Curitiba.
Pais
Netto pontuou que seus pais queriam, inicialmente, que ele continuasse o curso de Educação Física. Atualmente, entretanto, recebe o apoio incondicional para continuar lutando. “Viram que eu estava crescendo. Viram que é disso que eu gosto. E, eu sou muito persistente nas coisas. Se eu falo que quero, vou até conseguir”, conclui.
Conquistas no MMA
2014
The Hill Fighters - Bento Gonçalves (RS)
RDC MMA - Reto de Campeones MMA - México
2013
Shooto - Brazil 44 - Goiânia
High Fight Rock 3 - Anápolis
2012
Budokukai Martial Arts Tournament - Tocantins
Anápolis Fight Championship
2010
Hot fight - Vale Tudo - Ipameri (GO)

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Esportes

Times da Cidade já projetam o próximo Goianão

18/08/2017

O Campeonato Goiano de 2018 terá três representantes da Cidade: Grêmio Anápolis, Associação Atlética Anapolina e Anáp...

Abertas as inscrições para os Jogos da Primavera

18/08/2017

A mais tradicional competição esportiva de Anápolis já está com inscrições abertas. Alunos de escolas das redes públi...

Quem será o campeão?

10/08/2017

Termina, neste domingo, a temporada 2017 para o futebol anapolino e com bons resultados. Associação Atlética Anapolina e G...

Goiânia recebe o Grêmio Anápolis no Estádio Olímpico

03/08/2017

A primeira partida entre Grêmio Anápolis e Goiânia foi marcada por um lance polêmico: o árbitro Wilton Sampaio marcou um...