(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ministra dos Direitos Humanos se emociona com projeto social

Cidade Comentários 28 de setembro de 2017

Luislinda Valois conheceu o projeto Forças no Esporte, que beneficia cerca de 400 crianças de 9 a 17 anos


Na última terça-feira, 26, a Ala 2 (antiga Base Aérea de Anápolis) recebeu a visita da ministra dos Direitos Humanos Luislinda Valois e sua comitiva. A ministra veio conhecer o projeto Forças no Esporte, que conta com a parceria da Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Educação. A ação beneficia 400 crianças e adolescentes, com idade entre 9 e 17 anos, incentivando a prática do esporte.
Luislinda tem uma importante história de superação. É jurista, magistrada e foi a primeira juíza negra do País. Em um momento bastante emocionante da visita, quando foi apresentado à ministra o espaço onde são realizadas as refeições das crianças, uma menina chamada Ana Clara, de 15 anos, que é atendida pelo projeto fez uma pergunta inusitada: “Eu também sou negra, será que um dia poderei ser como a senhora também?”. A ministra não segurou a emoção e caiu em lágrimas.
No projeto os alunos praticam esportes como futebol, karatê, natação, xadrez e badminton. O público-alvo é selecionado através do trabalho conjunto do Juizado da Infância e Juventude de Anápolis, da coordenação do projeto e da direção da escola.
O programa Segundo Tempo (PST) da Ala 2 teve início no ano de 2007, com o projeto Forças no Esporte. A partir de 2014, como resultado da parceria com o Juizado da Infância e da Juventude, as vagas do projeto foram destinadas às escolas municipais e estaduais com histórico de evasão escolar e localizadas em territórios com alto índice de violência. Ao todo sete unidades escolares da rede municipal de ensino são beneficiadas pelo projeto: Centro Municipal de Educação Desembargador Air Borges de Almeida e escolas municipais Alfredo Jacomossi, Belisária Correa de Faria, Dona Alexandrina, Dr. Adahyl Lourenço Dias, Jerônimo Vaz e Senador Lourenço Dias.

Parcerias
O projeto conta com o apoio de diversas entidades como Juizado da Infância e Juventude; Secretaria Municipal de Esportes; Secretaria Municipal de Educação; Subsecretaria Regional de Educação; Urban – Mobilidade Urbana de Anápolis; Escola de Pais; Cruzada pela Dignidade; 3º CRPM – Programa Educacional de Erradicação de Drogas (Proerd); e Acia - Associação Comercial e Industrial de Anápolis.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Blitzen fazendárias em Anápolis causam muita polêmica

17/05/2018

Por duas horas seguidas o Tenente Coronel Denilson, comandante do Batalhão Fazendário (equipe da Polícia Militar do Estado...

Reclamações ao Procon Municipal caíram mais de 54% em março

17/05/2018

Com a adoção de uma política educativa e esclarecimentos específicos dirigida a consumidores e fornecedores de produtos e...

Combate efetivo contra a exploração sexual

17/05/2018

Nesta sexta-feira, 18, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, será marcado...

Código Sanitário tem aprovação na Câmara de Vereadores

17/05/2018

Com um substituto ao texto original, foi aprovado pela Câmara Municipal, o Projeto de Lei que institui o Código Sanitário ...