(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ministério Público vai acessar dados do Detran

Geral Comentários 05 de setembro de 2014

Informações prestadas pelo órgão de trânsito devem auxiliar em investigações do MP


O Ministério Público de Goiás e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) celebraram nesta terça-feira (2/9) acordo de cooperação técnica na área de inteligência para o compartilhamento de informações e ferramentas tecnológicas destinadas à prevenção e repressão de infrações administrativas, cíveis e criminais. O documento foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Lauro Machado Nogueira, e pelo presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), João Furtado de Mendonça Neto.
O documento prevê que o Detran viabilizará a membros e servidores do MP-GO o acesso a informações constantes da base de dados de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e de veículos. Em relação às CNHs, o acesso incluirá informações como categoria, número, data de validade, Renach, permissão, entre outras. Quanto aos veículos, o acesso será a dados como proprietário, endereço, modelo, cor, categoria, combustível, data de aquisição, chassi, último licenciamento, Renavam, furto etc.
Entre as obrigações assumidas pelo MP no acordo estão a de zelar pelo caráter sigiloso pertinente às informações e dados compartilhados e a de efetuar pesquisas e análise de dados a requerimento do órgão de inteligência do Detran, com a finalidade de subsidiar investigações. O termo de cooperação tem prazo de vigência de 60 meses.

Investigação
O compartilhamento de dados com o Detran é mais uma das ações realizadas pelo MP-GO com o objetivo de garantir o apoio à atuação investigativa dos membros da instituição. Nos últimos anos, diversos termos de cooperação foram firmados com instituições públicas do Estado e da União visando ampliar o acesso a informações que podem auxiliar em investigações sobre crimes e atos de improbidade administrativa.
Com o novo acordo, as informações compartilhadas poderão acessadas pelos membros do MP-GO por meio do Portal de Apoio à Investigação (PAI), que possibilita consulta a bancos de dados de órgãos como a Secretaria de Segurança Pública e o Infoseg. A ferramenta tem acesso controlado e protegido. (Com informações do MP-GO)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...