(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Mini-república de Anápolis marca presença no Governo Federal

Política Comentários 23 de novembro de 2017

Alexandre Baldy foi empossado pelo Presidente Michel Temer, no Ministério das Cidades, em concorrida cerimônia


“É uma das posses mais concorridas do meu Governo”. A afirmação foi do Presidente da República, Michel Temer, durante a cerimônia de posse do Deputado Federal Alexandre Baldy (sem partido), no Ministério das Cidades, ocorrida no final da tarde da última quarta-feira, 22, no Palácio do Planalto, em Brasília.
O evento contou com a presença do Governador Marconi Perillo e seu Vice, José Éliton e vários secretários estaduais; do Prefeito Roberto Naves e vários auxiliares; dezenas prefeitos; vereadores; deputados estaduais, federais e senadores; e também alguns ministros de Estado, dentre eles, o da Fazenda, Henrique Meirelles, que é, também, anapolino como Baldy. Ambos, agora, dividem a galeria ministerial com o Ex-Ministro Henrique Santillo, que faleceu em 2002 e, no período de 1993 a 1995, ocupou a Pasta de Saúde, no Governo de Itamar Franco. Henrique Meirelles, em 2002, no Governo Lula, presidiu o Banco Central, cargo que tinha status de ministério.
A solenidade em Brasília reuniu perto de mil pessoas. O salão do Planalto ficou lotado, com muita gente em pé e, também, um salão ao lado onde a cerimônia foi transmitida por meio de um telão. O espaço reservado à imprensa também ficou cheio. O evento começou com atraso. Anteriormente previsto para as 15h30, foi adiado para as 17 horas, mas só começou, mesmo, às 17h45, com a composição da mesa pelo Presidente Michel Temer; o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha; o Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; e os ministros Bruno Araújo, que deixou o cargo naquele ato e Alexandre Baldy, o empossando.
Em seguida ao ato de posse, o Ex-Ministro Bruno Araújo discursou aos presentes fazendo um breve balanço sobre a sua passagem de um ano e meio à frente da Pasta. Segundo ele, um dos grandes avanços foi com relação ao programa Minha Casa, Minha Vida. Conforme disse, o projeto estava praticamente parado no início do atual Governo e, hoje, todos os pagamentos foram feitos e as obras retomadas. Ainda, ressaltou que trabalhou para viabilizar cerca de R$6 bilhões para investimentos em saneamento básico.
O Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), destacou que Alexandre Baldy, embora esteja no cumprimento de seu primeiro mandato parlamentar, assumiu na Casa a relatoria de projetos importantes para o País. “Essa competência, com certeza, será reproduzida no Governo Federal, no Ministério das Cidades”, reforçou Maia, salientando que Baldy terá a oportunidade, no Ministério, de continuar contribuindo com o País, sobretudo, nas áreas de habitação e saneamento. “O saneamento, principalmente, um dos nossos grandes desafios”, completou. Ainda em seu pronunciamento, o presidente da Câmara dos Deputados falou sobre a reforma da Previdência. “Esta não é uma reforma que interessa só ao Governo, mas uma reforma para um Brasil mais forte”, disse.
Em entrevista coletiva, o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, exaltou o fato de Anápolis ter dois anapolinos no Governo. Ele disse que a presença de Baldy irá representar muito para a Administração, pela representatividade que o mesmo tem no Congresso Nacional, pela sua capacidade de articulação e o apoio da Presidência da Casa.

Temer destaca prestígio político de seu novo ministro
O Presidente Michel Temer fez, no seu discurso, pelo menos, três menções ao fato de a posse de Alexandre Baldy, no Ministério das Cidades, reunir um número grande de políticos e lideranças de outros segmentos.
Logo no início, Temer afirmou que aquela foi uma das posses mais prestigiadas de seu governo. “Isto traz para nós uma coisa que queremos muito, que é a unidade absoluta”, ressaltou. Ele, também, enfatizou que buscou informações com o próprio Baldy sobre a sua trajetória e em outras fontes. No relato, Temer enfatizou a passagem do novo ministro como secretário estadual de Indústria e Comércio, no Governo de Marconi Perillo; sua trajetória na Câmara Federal e, até, uma passagem conhecida por poucos, no futebol, na base do Goiás Esporte Clube. “Futebol sempre chama aplauso”, brincou Temer, que mais uma vez ouviu seu auxiliar receber muitos aplausos.
O Presidente pontuou que, na Câmara Federal, Alexandre Baldy se firmou como liderança formal “e uma liderança natural, como estamos vendo aqui (na posse)”, afiançou. Temer também fez referência, no seu discurso, ao fato de que Goiás tem, agora, mais um representante no primeiro escalão, além de Henrique Meirelles, Ministro da Fazenda. Naquele momento, Temer se dirigiu ao Governador Marconi Perillo, dizendo que o Estado está, portanto, bem prestigiado no Governo Federal.
Michel Temer ressaltou que o nome de Alexandre Baldy foi o primeiro a ser lembrado pelo Presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia. O Presidente aproveitou a deixa, no seu discurso, para dar um afago ao parlamento: “Temos, hoje, uma nova conotação no presidencialismo, um Congresso Nacional que deixa de ser apêndice do Executivo e passa a ser um parceiro”, frisou.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Vereador defende mudança no pacto federativo

08/12/2017

O vereador Leandro Ribeiro (PTB) usou a tribuna durante a sessão ordinária da última quarta-feira, 06, para defender mudan...

Prefeito pode fazer uma reforma administrativa no começo do ano

08/12/2017

O Prefeito Roberto Naves (PTB) deverá ampliar a reforma em sua equipe, a partir de janeiro próximo. É que algumas Pastas e...

Vereador busca solução sobre fechamento de ruas

30/11/2017

O vereador Leandro Ribeiro (PTB), primeiro secretário da mesa diretora da Câmara Municipal, informou na tribuna do plenári...

“Estamos cansados de esperar o Governo”, desabafa Roberto

30/11/2017

“A Cidade não aguenta mais esperar”. A afirmação é do Prefeito Roberto Naves (PTB), que não esconde mais a sua insat...