(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Minha Primeira Empresa: Programa visa capacitação de jovens empreendedores

Geral Comentários 30 de dezembro de 2011

Iniciativa da Secretaria Estadual de Indústria e Comércio tem a meta de capacitar jovens recém-formados com espírito empreendedor para garantir sobrevivência de novas empresas


Apoiar os jovens recém-saídos da universidade que têm espírito empreendedor e querem abrir o próprio negócio, com todo o suporte necessário - capacitação, crédito e acompanhamento – para garantir a sobrevivência das novas empresas no Estado. Esse é o principal objetivo do Programa Minha Primeira Empresa, que começará a ser implementado no próximo ano por meio de parceria entre a Associação de Jovens Empreendedores e Jovens Empresários de Goiás (AJE-GO) e a Secretaria de Indústria e Comércio (SIC).
Segundo o superintendente de Micro e Pequena Empresa, Thiago de Souza Peixoto,
inicialmente o programa será realizado na Grande Goiânia e nas dez maiores cidades do Estado. No primeiro ano, as metas são capacitar 4 mil jovens empreendedores, abrir 400 empresas e viabilizar 200 contratos de financiamento por meio da GoiásFomento. A captação dos jovens que vão participar do Minha Primeira Empresa acontece nos meses de dezembro e janeiro. O propósito é iniciar o programa no máximo em fevereiro de 2012, com a capacitação de primeira turma.
Na primeira etapa, os jovens empreendedores selecionados passarão por uma capacitação que será ministrada pela AJE-GO. Eles vão aprender conhecimentos básicos de administração de uma empresa, nas áreas financeira, de marketing e de planejamento do negócio. Em seguida, passarão por um teste de aptidão feito por psicólogos especializados, onde serão elaborados seus perfis, se o empreendedorismo apresentado é adequado para abrir uma empresa ou para trabalhar em uma empresa, o que faz toda a diferença. Aprovado no teste de aptidão, o jovem passará por nova capacitação, mais aprofundada, e contará com o auxílio de um contador para constituir sua empresa, em todos os passos – contrato social, inscrições no CNPJ, municipal e estadual, e o registro da empresa.
O jovem também poderá pleitear empréstimo do Programa Crédito Produtivo da SIC e contará com o acompanhamento de especialistas no primeiro ano de funcionamento da empresa, de três em três meses, e com o serviço de consultoria, se for necessário. “Vamos criar o que estamos chamando de Clubes da Primeira Empresa para avaliação, troca de experiências e aperfeiçoamento”, diz Thiago de Souza. Ele ressalta que o programa é considerado inovador porque vai atender uma classe desassistida, o jovem que sai da universidade, que tem gás, vontade de acertar e abrir a própria empresa, mas muitas vezes não é bem sucedido por ser afoito demais ou não possuir a experiência necessária para tocar seu projeto.
O presidente da AJE-GO, Rafael Lousa, destaca que a entidade vai participar da aplicação do programa, atuando na seleção dos jovens empreendedores, na sua capacitação, no processo de abertura das empresas e no acompanhamento dos negócios. Um dos parceiros que deverá ser convidado a participar do programa é o Sebrae-GO. “Nossa intenção é que o Programa Minha Primeira Empresa seja um exemplo de Goiás para o Brasil”, afirmou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...