(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Mercado de trabalho começa a reagir positivamente na cidade

Emprego Comentários 23 de maro de 2017

Em Anápolis, o saldo positivo de novos postos de trabalho foi de 72 novas vagas em janeiro e 79 em fevereiro, acompanhando uma tímida tendência verificada em todo o País


Depois de seguidos meses com saldos negativos, o mercado de trabalho começou a reagir em Anápolis, conforme apontam dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego, referentes a janeiro e fevereiro deste ano. Em janeiro, ocorreram 2.854 admissões e 2.784 desligamentos, números que resultaram em um saldo positivo de 72 novos postos de trabalho. Em todo o Estado foram 49.311 admissões e 44.544 desligamentos, igualmente com um saldo positivo de 4.767 novos postos formais de empregos.
Em fevereiro, de acordo com o CAGED, o desempenho do mercado de trabalho em Anápolis foi muito semelhante ao de janeiro, embora com um maior número de admissões e de desligamentos. No mês, o saldo positivo foi de 79 novos postos de trabalho com carteira assinada, resultado de 3.854 admissões e 3.775 desligamentos. Os setores que mais contribuíram para esse desempenho foram o de serviços, com 102 novos postos de trabalho e o da indústria de transformação, com 22 novas vagas.
Mesmo assim, os dados apontam que, no período, as indústrias de Anápolis contrataram 779 trabalhadores, mas demitiram outros 757, resultando no saldo positivo de 22 novos postos formais de trabalho. O comércio foi o segmento que mostrou o pior desempenho, com 70 postos de trabalho fechados. No Estado, o saldo, também, foi positivo, com 6.849 novos postos de trabalho, contra 2.327 no mesmo mês do ano passado.
Os números do mercado de trabalho no Estado e em Anápolis, no mês de fevereiro, embora ainda tímidos, seguem a tendência verificada em todo o País , quando o saldo positivo de novos empregos foi registrado em 14 dos 27 estados, dentre eles, Goiás, que ficou na quinta posição entre as unidades da Federação que mais geraram empregos. Em todo o País, o saldo positivo foi de 35.612 novas vagas de trabalho com carteira assinada, um resultado alcançado depois de 22 meses seguidos de queda na oferta de empregos.
Ranking
No Estado, os números positivos em fevereiro foram maiores do que os negativos, nas cidades com mais de 30 mil habitantes, também de acordo com dados do CAGED. Goiânia liderou o ranking das cidades goianas que mais abriram postos de trabalho, com 578 novas vagas de emprego, seguida, de perto, por Rio Verde, onde o saldo positivo foi de 577 novas vagas. Logo após vêm Catalão, com 480 novos postos de trabalho, Aparecida de Goiânia, com 467 e Goiatuba, com 407.
Sem levar em conta suas posições no ranking das cidades que mais criaram novos postos de trabalho se incluem na relação do CAGED com saldo positivo Águas Lindas (50); Anápolis (79); Caldas Novas (56); Cidade Ocidental (36); Cristalina (69); Inhumas (62); Iporá (11); Itaberaí (25); Jaraguá (6); Jataí (137); Luziânia (45); Minaçu (19); Morrinhos (24); Niquelândia (164); Planaltina (145); Porangatu (55); Posse (64); Quirinópolis (132); Santa Helena de Goiás (213); Senador Canedo (160); Trindade (21), Uruaçu (36) e Valparaíso de Goiás (85).
Na listas das cidades goianas que apresentaram saldo negativo, a liderança ficou com Formosa, que fechou 365 postos de trabalho, seguida por Itumbiara, com menos 113 vagas; Mineiros, com um saldo negativo de 83 empregos; São Luiz dos Montes Belos, com menos 28 vagas formais, Novo Gama, com menos 15 e Santo Antônio do Descoberto com 03 postos formais de trabalho fechados.

Autor(a): Ferreira Cunha

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Emprego

Cursos gratuitos são armas contra o fantasma do desemprego no País

31/08/2017

A geração de empregos em Anápolis tem crescido. Os últimos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) ...

Nova legislação cria paradigmas nas relações de trabalho no Brasil

03/08/2017

A reforma trabalhista representa uma mudança de cultura e de paradigma para as relações entre o capital, o trabalho. Esta ...

Goiás tem saldo positivo na geração de empregos formais

27/07/2017

Goiás fechou o mês de junho com saldo positivo de 4.795 novos postos de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empreg...

Município gerou 434 novos empregos no 1º semestre

20/07/2017

Os diversos segmentos da economia de Anápolis abriram, no primeiro semestre deste ano, 434 novos postos de trabalho com cart...