(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Mega investidor indiano está de olho em Goiás

Economia Comentários 30 de setembro de 2011

Sant Singh Chatwal dono de uma rede de resorts demonstrou interesse em conhecer Goiás, durante palestra do titular da Sic, Alexandre Baldy, nos Estados Unidos


Em palestra proferida no dia 29, quinta-feira no Harvard Club, em Nova York, para 300 empresários de todo o mundo, o secretário de Indústria e Comércio, Alexandre Baldy, despertou a atenção do megainvestidor indiano Sant Singh Chatwal, proprietário, dentre outros negócios, de uma rede de hotéis - The Chatwal Hotels & Resorts - espalhada por quatro países, incluindo Estados Unidos e Índia.
O empresário, que já havia anunciado, em abril, a intenção de expandir seus domínios para o Canadá, Oriente Médio e América do Sul - particularmente Brasil e Argentina -, mostrou-se interessado em conhecer Goiás, suas potencialidades, e trazer para cá parte dos novos investimentos - o conceito de boutique hotel. Em sua apresentação, Baldy mostrou um vídeo, em inglês, além de um catálogo sobre as potencialidades de Goiás.
O Secretário lembrou que, até 2030, o eixo Goiânia-Brasília será o segundo mais importante do País, demográfica e economicamente. “O público de empresários se interessou quando citei a nossa geração de energia limpa, volume de terras agricultáveis e principalmente quando falei sobre o crescimento das taxas chinesas, acima de dois dígitos, do eixo Goiânia - Brasília”, resumiu Baldy.
Baldy foi um dos convidados da conferência Brasil: a Nova Economia Verde Global, organizada pelo Fórum das Américas e pela Associação das Nações Unidas - Brasil (Anubra). Sua palestra precedeu a do ex-presidente norteamericano, Bill Clinton, que também se mostrou surpreso com o Estado de Goiás.
“Clinton comentou que o Estado de Goiás foi apresentado aos empresários como uma grande empresa privada, organizada e com objetivos claros”, disse Baldy, arrematando que foi uma grande honra ocupar o mesmo púlpito que Bill Clinton. “O ex-presidente elogiou a preocupação do Brasil em ampliar a geração de energia sem prejudicar o meio ambiente e o ecossistema - hidroelétrica e usina de cana-de-açúcar. E disse que o Brasil certamente será um dos grandes responsáveis por ajudar o mundo a sair da crise”, completou Baldy.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...