(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Maternidades públicas de Anápolis receberão mais investimentos

Saúde Comentários 28 de fevereiro de 2014

O Projeto da Secretaria Municipal de Saúde, aprovado no Ministério da Saúde, garante repasses mensais para melhorar a qualidade dos serviços de partos realizados no município


A Secretaria Municipal de Saúde conquistou, por meio de um Projeto enviado ao Rede Cegonha, do Ministério da Saúde, um recurso para investir em melhorias para as maternidades que prestam serviços para o Sistema Único de Saúde (SUS), em Anápolis. Essas unidades receberão uma quantia mensal que deve ser destinada à manutenção dos leitos e pagamento de funcionários. O primeiro repasse será feito com parcelas retroativas, relativas aos meses que se passaram desde a aprovação do Projeto, em setembro de 2013.
A partir do mês de março, as maternidades do município passam a receber mensalmente um suporte financeiro que deverá ser investido na prestação dos serviços de partos no município. A maternidade da Santa Casa passará a receber o montante de R$ 209.705,64, e a Maternidade “Dr.Adalberto Pereira”, o montante de R$ 30.660,00, por mês. A primeira parcela será retroativa, referente aos meses de setembro à janeiro, disponibilizando mais de um milhão de reais para a Santa Casa e mais de 153 mil para a Maternidade “Dr.Adalberto Pereira”.
O secretário municipal de saúde, Luiz Carlos Teixeira, explica que o repasse federal só foi feito recentemente e, por isso, o pagamento às maternidades ainda não foram efetuados. Além disso, o gerenciamento da verba é do município, portanto, as duas maternidades precisaram apresentar um plano de trabalho justificando como seriam realizados os investimentos.
O recurso é destinado a melhoria dos leitos pactuados de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal e adulto, e a Unidade de Cuidados Intermediarios (UCI) neonatal e para pagamento de funcionários das maternidades. “Os prestadores desses serviços precisam cumprir os indicadores que estão estabelecidos pela Rede Cegonha para continuar recebendo o recurso”, observou.

Autor(a): Wanessa Mereb

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Combate à “farra” dos cartões do SUS

17/01/2019

O Prefeito Roberto Naves anunciou que deverá enviar uma equipe técnica para conhecer o modelo de gestão de uma espécie de...

Secretário Municipal de Saúde faz “raio-x” nas unidades ligadas ao setor

17/01/2019

Avaliar de perto a realidade de cada uma das unidades da rede municipal e fiscalizar a prestação de serviços ao cidadão. ...

Crise na Saúde - Municípios estão em dificuldades sem os repasses do Estado

10/01/2019

De acordo com o Atlas da Eficiência da Educação (versão 2018) em Goiás, a gestão da educação em 213 municípios (93% ...

Verba para equipamentos na odontologia municipal

10/01/2019

Devido ao trabalho executado na área de saúde bucal, inclusive com a criação de 12 novas equipes em dois anos, a Prefeitu...