(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Maternidades públicas de Anápolis receberão mais investimentos

Saúde Comentários 28 de fevereiro de 2014

O Projeto da Secretaria Municipal de Saúde, aprovado no Ministério da Saúde, garante repasses mensais para melhorar a qualidade dos serviços de partos realizados no município


A Secretaria Municipal de Saúde conquistou, por meio de um Projeto enviado ao Rede Cegonha, do Ministério da Saúde, um recurso para investir em melhorias para as maternidades que prestam serviços para o Sistema Único de Saúde (SUS), em Anápolis. Essas unidades receberão uma quantia mensal que deve ser destinada à manutenção dos leitos e pagamento de funcionários. O primeiro repasse será feito com parcelas retroativas, relativas aos meses que se passaram desde a aprovação do Projeto, em setembro de 2013.
A partir do mês de março, as maternidades do município passam a receber mensalmente um suporte financeiro que deverá ser investido na prestação dos serviços de partos no município. A maternidade da Santa Casa passará a receber o montante de R$ 209.705,64, e a Maternidade “Dr.Adalberto Pereira”, o montante de R$ 30.660,00, por mês. A primeira parcela será retroativa, referente aos meses de setembro à janeiro, disponibilizando mais de um milhão de reais para a Santa Casa e mais de 153 mil para a Maternidade “Dr.Adalberto Pereira”.
O secretário municipal de saúde, Luiz Carlos Teixeira, explica que o repasse federal só foi feito recentemente e, por isso, o pagamento às maternidades ainda não foram efetuados. Além disso, o gerenciamento da verba é do município, portanto, as duas maternidades precisaram apresentar um plano de trabalho justificando como seriam realizados os investimentos.
O recurso é destinado a melhoria dos leitos pactuados de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal e adulto, e a Unidade de Cuidados Intermediarios (UCI) neonatal e para pagamento de funcionários das maternidades. “Os prestadores desses serviços precisam cumprir os indicadores que estão estabelecidos pela Rede Cegonha para continuar recebendo o recurso”, observou.

Autor(a): Wanessa Mereb

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Nova unidade atenderá a cerca de 7 mil pessoas na Região Oeste de Anápolis

15/03/2019

Um espaço próprio que acabou de ser construído vai dar lugar a dois postos que funcionavam em locais alugados e precários...

Mitos e verdades sobre a enxaqueca

15/03/2019

Dor de cabeça forte, enjoo e sensibilidade à luz e ao barulho. Esses são os principais sintomas da enxaqueca, doença neur...

Aulas de Hiit são oferecidas gratuitamente em Anápolis

07/03/2019

São 30 minutos a 40 minutos de uma aula intensa: corrida, bicicleta, peso, abdominal. O céu é o limite para as variações...

Saúde intensifica ações de combate à dengue no Município

07/03/2019

De um lado, um batalhão formado por cerca de 400 agentes –250 comunitários de saúde e 150 de endemias. De outro, o Aedes...