(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Marconi avalia presença de Lula na campanha

Política Comentários 18 de setembro de 2010

Para o tucano, a participação do presidente na campanha do PMDB não deve surtir muito efeito em termos de transferência de votos, porque o eleitorado está mais consciente


O candidato do PSDB ao Governo de Goiás, Marconi Perillo, falou, na última semana, sobre a participação do Presidente Lula na campanha de seu principal adversário, o peemedebista Íris Rezende Machado. Segundo ele, a possibilidade de transferência de votos é muito menor do que se propaga.
O tucano observou que, em pleitos anteriores, nos municípios que teve oportunidade de acompanhar, os eleitores que o abordavam diziam que sabiam fazer as suas próprias escolhas, sem interferências. “Imagino que a cabeça do eleitorado goiano, no geral, também é assim. Mesmo os que gostam do Lula, e são muitos, a gente sabe disso, pensam: - olha Lula, deixa a gente resolver as nossas pendências aqui em Goiás mesmo. Nós temos inteligência, temos consciência, sabemos o que pode ser melhor para o Estado”, destacou.
Para assessores próximos de Marconi, apesar do apoio direto de Lula, o candidato do PMDB Íris Rezende não estaria crescendo nas pesquisas o que, em tese, comprovaria a ideia de que a transferência de votos não seria um elemento decisivo.

Força Sindical
Recentemente, o candidato tucano recebeu apoio da diretoria da Força Sindical de Goiás. "Representamos 46 entidades espalhadas por todo o Estado, nos mais variados segmentos. Temos sindicatos e federações ligados à alimentação, à construção civil, aos metalúrgicos e aos motoristas cegonheiros. Representamos aproximadamente 900 mil trabalhadores", enfatizou Rodrigão, presidente da entidade e vereador pelo PSDB de Catalão.
"A partir de agora o nosso projeto se agiganta. Passamos a ter, ainda mais, responsabilidade e, se Deus quiser, os trabalhadores de Goiás terão orgulho do nosso governo", garantiu Marconi que, na ocasião, se comprometeu a instituir o Piso Estadual do Trabalhador e garantiu que reativará a Secretaria do Trabalho.
O encontro com as lideranças da Força Sindical aconteceu na sede do Sindicato dos Comerciários do Estado de Goiás e contou com as participações dos candidatos ao Senado, Demóstenes Torres (DEM) e Lúcia Vânia (PSDB). Dirigentes sindicais de Goiânia, Anápolis, Catalão, Itumbiara, Caldas Novas, Rio Verde e Jataí lotaram o espaço.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Nova estrutura administrativa entra na pauta de sessão extra na Câmara

17/01/2019

Nesta sexta-feira, 18, a Câmara Municipal se reúne em sessão extraordinária, para a apreciação de 10 projetos que trami...

Mudanças na equipe no início da segunda metade do governo

17/01/2019

Na segunda parte de seu mandato, o Prefeito Roberto Naves está promovendo uma série de mudanças na estrutura da máquina a...

Núcleo de assessoria é a principal novidade da Reforma Administrativa

17/01/2019

Uma das principais mudanças na estrutura da Administração Municipal, a criação de um núcleo composto por seis assessori...

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...