(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Marconi apoia cinco pactos de Dilma

Política Comentários 28 de junho de 2013

Governo Federal e os estados vão buscar melhorias “urgentes” nas áreas de saúde, educação, economia, transporte público e política


O governador Marconi Perillo garantiu apoio aos cinco pactos propostos pela presidente Dilma Roussef, para atender as reivindicações apresentadas em protestos pelo País. Uma das medidas é a convocação de um plebiscito para a reforma política, que está estacionada no Congresso Nacional
O Pacto Nacional proposto pelo Governo Federal quer estabelecer com as esferas estaduais e municipais para melhorias urgentes em cinco áreas: política, saúde, transporte público, economia e educação. “O que nós esperamos é que soluções rápidas sejam dadas a essas questões”, comentou o governador em entrevista coletiva à imprensa, logo após participar de um encontro dos governadores com a presidente Dilma Roussef, ocorrido na segunda-feira,24, em Brasília.
Durante a reunião de mais de três horas com os governadores e prefeitos de capitais, a presidente detalhou algumas ações que ela pretende que sejam implementadas rapidamente. O governador Marconi Perillo disse que houve unanimidade dos presentes na aceitação do pacto e que não teme a possibilidade de o Estado ter de abrir mão de algumas receitas para atender às necessidades de adoção das medidas. “Se houver necessidade de perdermos de um lado, certamente teremos compensações de outro. O importante é que coloquemos em prática as medidas”, comentou Marconi.
O governador afirmou, também, ao se referir aos investimentos da ordem de R$ 50 bilhões anunciados pela presidente para a mobilidade urbana, que o Estado se adequa às exigências do Governo Federal que, segundo Dilma, apenas investirá em bons e viáveis projetos. “Estamos muito próximos de licitar o VLT de Goiânia. Acreditamos que ele seja um bom projeto e pode se beneficiar desses recursos”, disse.
Em relação à reforma política proposta pela presidente, por meio de um plebiscito, também ganhou aprovação do governador. “Nós temos hoje mais de 30 partidos, temos uma série de equívocos na legislação eleitoral e partidária que deverão ser corrigidos através da reforma política”, comentou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Vereadores cobram a liberação do “novo” presídio

12/10/2017

Na reunião mensal de delegados regionais de fiscalização e gerentes da Receita, prevista para segunda-feira, dia 9, a Supe...

Câmara Municipal instala frente parlamentar de segurança

12/10/2017

Foi criada na última terça-feira, 10, a Frente Parlamentar de Segurança Pública, uma iniciativa do vereador Pastor Elias ...

Mais de 90% do eleitorado goiano está no sistema de biometira

05/10/2017

O Projeto de Identificação Biométrica da Justiça Eleitoral já superou o percentual de 90% do eleitorado de Goiás. O res...

Fundo de R$ 1,7 bi valerá para 2018

05/10/2017

O Plenário do Senado aprovou no início da tarde desta quinta-feira (5) o PLC 110/2017, que regulamenta a distribuição de ...