(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Marconi anuncia visita de Dilma a Goiás

Política Comentários 06 de novembro de 2015

Na ocasião, será anunciado o projeto para a implantação de mais duas universidades federais, uma em Jataí e a outra em Catalão


O governador Marconi Perillo anunciou, durante entrevista coletiva no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, nesta quinta-feira,05, que a presidente Dilma Rousseff autorizou a criação de duas novas universidades federais em Goiás, em Jataí e Catalão. O anúncio foi feito logo depois que ele chegou de Brasília, onde esteve em audiência com a presidente. Acompanhado pelo reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Orlando Amaral, o governador afirmou que trata-se de um momento “extremamente feliz” porque Goiás conquista, de uma só vez, duas universidades federais, fruto de um trabalho desenvolvido em conjunto com as prefeituras de Jataí e Catalão, e também com a equipe da UFG.


Marconi afirmou que a presidente Dilma deverá vir a Goiás no dia 19 de novembro para assinar as mensagens que enviará ao Congresso Nacional criando as universidades, provavelmente durante solenidades, em Jataí e Catalão. Ele disse acreditar que até o final deste ano a mensagem poderá ser aprovada pelo Congresso com apoio unânime da bancada goiana, e começarão a operar de forma autônoma no próximo ano. Explicou que a discussão foi retomada há um mês, quando o governo estadual anunciou a doação de um terreno de quase 400 hectares para a Universidade Federal, para o campus de Jataí. “Iniciamos um trabalho conjunto com apoio das prefeituras, da UFG, e enviamos à presidente e ao ministro da Educação todas as informações”, declarou.


 


Celg


Durante a entrevista, o governador foi questionado se havia conversado com a presidente Dilma Rousseff sobre a privatização da Celg. Ele afirmou que eles acordaram em fazer uma avaliação para detectar o momento certo de se colocar a Celg em leilão. “Essa questão será tratada da forma mais responsável possível. Precisamos analisar se os interessados estão dispostos a colocar valores que realmente correspondam ao que vale a Celg. A presidente me disse, e é claro que eu penso da mesma forma, que a Celg, depois da privatização, será uma das maiores distribuidoras de energia do País, dado o mercado distribuidor que ela representa”, declarou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Fundo bilionário para patrocinar as campanhas

10/08/2017

Os deputados integrantes da comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) acabam de rejeitar um ...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Dívidas do Estado com a União alongadas em até 240 meses

20/07/2017

Aprovadas na Assembleia Legislativa nas sessões realizadas no período de convocação extraordinária, nos dias 14 e 17 des...