(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Mapa mostra perfil do trabalho infantil em Anápolis

Geral Comentários 14 de junho de 2013

Estudo aponta que entre os jovens de 16 a 17 anos, menos da metade do total de ocupados têm carteira assinada


Em Anápolis, mais de 6.304 crianças e adolescentes, na faixa etária de 10 a 17 anos, exercem algum tipo de ocupação. Os dados, pesquisados pelo CONTEXTO, fazem parte do Mapa de Indicadores sobre o Trabalho de Crianças e Adolescente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), elaborado com base em levantamentos do Censo Demográfico de 2010. Segundo o órgão, o mapa visa contribuir com os municípios na elaboração dos Planos Plurianuais de Investimentos, no que se refere à formulação de políticas públicas de combate ao trabalho de crianças e adolescentes e à definição de suas metas.
De acordo com a pesquisa, na amostragem por grupos de idade, segundo o sexo, na faixa etária de 10 a 13 anos, são 515 do sexo masculino e 321 do sexo feminino com ocupação; na faixa de 14 a 15 anos, 1.015 do sexo masculino e 600 do sexo masculino e, na faixa de 16 a 17 anos, 2.605 do sexo masculino e 1.248 do sexo feminino. Ainda, conforme os dados do IBGE, entre os adolescentes de 16 a 17 anos, que somam no total 3.853, menos da metade tem carteira assinada. Eles são, apenas, 1.403, sendo 24,99% homens (963) e 11,41% mulheres (440). Os jovens nessa faixa etária representam 61,11% da amostra.
Em relação à situação de domicílio, do total de crianças e adolescentes ocupados, 6.114 (96,9%) residem na área urbana e apenas 191 (3,02%) na zona rural. Na área urbana, 1.388 são empregados com carteira assinada e, na área rural, 96.
A pesquisa revela, ainda, que entre o total de crianças e adolescentes da faixa de 10 a 17 anos, incluindo ai não apenas o que possuem ocupação, o número de alfabetizados é de 47.029 e o de não alfabetizados somente 213, na faixa de 10 a 13 anos. Porém, mostra ainda que 3.572 não frequentavam a escola. Dentro desse grupo, ou seja, dos que não frequentavam escola, na faixa dos 10 a 13 anos, 17,8% tinham e, 1,4%, não tinham ocupação; na faixa de 14 ou 15 anos, 10,8% eram ocupadas e 6,0% não ocupadas e na faixa de 16 ou 17 anos, 25,7% tinham e, 16,5%, não tinham ocupação.
Entre as 6.304 crianças e adolescentes, na faixa etária de 10 a 17 anos, que exercem algum tipo de ocupação, de acordo com a pesquisa, 7,74% atuam em áreas relacionadas à agricultura, pecuária, produção florestal e aquicultura; 29,07% em áreas ligadas ao comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas e 54,02% outras atividades, não sendo apresentadas nos dados as atividades mal definidas.
Em relação à posição na ocupação, também na faixa de 10 a 17 anos, o levantamento aponta que 4.846 (76,87%) são empregados (com ou sem carteira assinada); 791 (12,54%) atuam por conta própria e como empregadores; 504 (7,99%) são não remunerados e 160 (2,53%), são trabalhadores na produção para o próprio consumo.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...